“Café Orgânico e Solidário”

Cafés orgânicos produzidos por agricultores familiares fazem a diferença para famílias de comunidades rurais na Chapada Diamantina.

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza
20 16

Written by

I confirm that I am fully aware of the eligibility criteria, and based on its description, I am eligible to apply to the CSV Prize 2017.

  • Yes, I'm eligible

Preferred language

  • Portuguese

Organization name

COOPERBIO

Year founded

2008

Initiative stage

  • Growth (the pilot has already launched and is starting to expand)

Annual budget in 2017 (USD)

  • Less than $1k

Number of beneficiaries impacted so far

  • 10 - 50

Organization type

  • Nonprofit, NGO, or citizen sector

Secondary Focus Area

  • Rural development

Headquarters location: Country

  • Brazil

Headquarters location: City

Piatã

Location(s) of impact

Brasil: Abaíra, Piatã, Seabra

Website

www.cooperbio.com.br

Facebook URL

https://www.facebook.com/search/top/?q=cooperbio-%20cooperativa%20dos%20pro

Problem: What problem is this initiative trying to address?

Os cafeicultores familiares têm muita dificuldade na comercialização e necessitam ser mais bem remunerados com preços que cubram seus custos. As mulheres assumem um papel fundamental no que se refere a gestão das atividades agrícolas da família contudo não participam das atividades da cooperativa. É nosso desafio preparar as mulheres para assumir as atividades não só em suas propriedades, como na cooperativa de forma a ter mais autonomia e melhorar a remuneração familiar com preços justos para seus produtos.

Solution Summary: What is the proposed solution? What do you see as its most promising aspects for creating shared value?

A solução é a apropriação do conhecimento pelos agricultores das atividades de toda o sistema produtivo do café, dando principalmente às mulheres a possibilidade de saírem da condição de simples apanhadeiras de café para gestoras de suas propriedades, profissionais capazes de provar cafés e conhecerem melhor o seu produto. As condições necessárias à realização do projeto são a instalação de laboratório de classificação, prova e degustação de café e contratação de profissionais para ministrar os cursos e oficinas, na área de gestão, e nas áreas específicas dos processos de pós-colheita, classificação e provas de café e cursos de barista; O projeto será desenvolvido em etapas de sensibilização e mobilização das mulheres para participação nos cursos, dando a elas autonomia e condições de participação nas ações também da cooperativa. Formar o Conselho das Mulheres da Cooperbio.

Impact: What is the impact of the work to date? Specify both the social and the environmental impact of your work

Melhoria na gestão das propriedades, promovendo maior integração das atividades rurais com demonstração de resultados com aumento de 10% na produtividade; A inserção das mulheres nos processos decisórios da Cooperbio 30% no minimo; Melhoria da qualidade do café, obtendo acima de 80 pontos na tabela da Speciality Coffee Association SCA. O conhecimento sobre classificação e qualidade de bebida, dando melhor condição para a avaliação dos preços dos cafés produzidos na cooperativa e na região. Visibilidade ao trabalho das mulheres que são peças fundamentais no setor produtivo e econômico na região. Melhoria de 30% da renda das famílias envolvidas no projeto. Com o uso de tecnologias apropriadas para a gestão da propriedade serão contemplados aspectos ambientais importantes para o aumento da biodiversidade com o manejo sustentável das lavouras cafeeiras.

Financial sustainability plan: How is this initiative financially supported? How will you ensure its financial sustainability long-term?

O aporte financeiro atual é de 80% realizado por convênio de doação de entidade apoiadora e 20% de receita de vendas. A entrada da cooperativa no mercado de cafés especiais, poderá agregar um valor de 50% acima do mercado de comodities A longo prazo devemos ter o aumento do capital social da cooperativa pela entrada de novas cooperadas; Aumento da rentabilidade da cooperativa, pelo volume de vendas e pelos preços praticados como cafés especiais; Aumento do número de agricultoras comprometidas com a agricultura orgânica e sustentável; Aumento da renda familiar.

Unique value proposition: What makes your initiative innovative? How does your project differ from other organizations working in the same field?

Envolvimento e empoderamento das mulheres no sistema agroindustrial do café, da produção à comercialização. Com maior enfoque no mercado de cafés especiais, tendo a mulher como protagonista das ações de melhoria da qualidade, através das atividades de colheita e pós colheita, catação, classificação e provas sensoriais, comercialização e participação ativa nas decisões coletivas. Aproximar agricultoras e compradoras de café.

Founding story: Share a story about the "Aha!" moment that sparked the beginning of this initiative.

Em 2011 ao conhecer a Aliança Internacional das Mulheres do Café, pude constatar que eu não estava sozinha no mundo da cafeicultura e que era preciso buscar soluções para o envolvimento de outras mulheres no trabalho que a Cooperbio já vinha desenvolvendo. Em 2015 tivemos nosso primeiro projeto aprovado por uma instituição internacional a IAF InterAmerican Foundation. Esse projeto tratava especificamente da estruturação física da Cooperativa e na avaliação dos consultores da IAF deveríamos trazer mais atividades e ações que fossem inclusivas para as mulheres. Conhecemos outros grupos de mulheres do café ao redor do mundo e percebemos que precisávamos ter um projeto específico para as mulheres também aqui em nossa região.

Where did you hear about the Nestlé Creating Shared Value Prize?

  • Social media

Evaluation results

2 evaluations so far

1. Overall evaluation

5 - This idea rocked my world. It’s awesome! - 0%

4 - This idea seems really exciting. With a little more polishing, it’d be among my favorites. - 50%

3 - I think the idea is great, but it needs some work before it moves onto the next round. - 0%

2 - I liked it fine but preferred others. - 50%

1 - It didn’t make my heart beat faster. Needs significant revisions. - 0%

2. Innovation

5 - Absolutely, 100%! - 0%

4 - I feel really good about this - very promising - 100%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

3. Social and/or Environmental Impact

5 - Absolutely, 100%! - 0%

4 - I feel really good about this - very promising - 100%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

4. Financial sustainability

5 - Absolutely, 100%! - 0%

4 - I feel really good about this - very promising - 100%

3 - This has some good elements and some areas for development - 50%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

Nothing stands out! I thought it was great. - 0%

5. Potential to Scale / Replicability

5 - Absolutely, 100%! - 50%

4 - I feel really good about this - very promising - 0%

3 - This has some good elements and some areas for development - 50%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

6. Organizational Leadership

5 - Absolutely, 100%! - 50%

4 - I feel really good about this - very promising - 50%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

7. Potential for Creating Shared Value

5 - Absolutely, 100%! - 50%

4 - I feel really good about this - very promising - 50%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

20 comments

Join the conversation:

Comment
Photo of Gota de leite

Parabéns pela iniciativa !

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Obrigada, aproveitamos para solicitar que também façam uma avaliação de nosso projeto. Grata

Photo of Gota de leite

Boa tarde, Pode deixar iremos fazer sim uma avaliação e também por favor veja o nosso Gota de Leite, também relacionado à nutrição, somos uma instituição centenária de Santos e nosso projeto alia à alimentação saudável com a sustentabilidade.

Photo of Edivan Silva de Carvalho

É muito importante esta estratégia de promoção das mulheres e incentivo para realizarem a gestão dos empreendimentos e processos produtivos e de comercialização do café. Parabéns pela iniciativa.

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Edivan, obrigada por seu apoio e incentivo, solicitamos que também avalie nossa proposta.Abraços

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Obrigada a todas e todos que compartilharam suas atividades e deram sugestões ao nosso projeto.

Photo of Silvana Novais

Projeto de grande relevância pois promove o empoderamento de diversas famílias de agricultores familiares que desafiam, produzem orgânicos, competem, ganham concursos pelo cuidado e amor que tem pelo que fazem.  A Brígida tem uma preocupação de incluir mulheres e jovens na cooperativa de forma que se sintam valorizadas com o que fazem e produzem. Referência para o Brasil.

Photo of Josiane Cotrim

O projeto que a Cooperbio inscreve para o prêmio Ashoka Changemakers é inovador e alinhado com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Conheço Brígida Salgado desde 2011 quando, junto a um grupo de mulheres, criamos o capítulo da IWCA - Aliança Internacional do Café no Brasil. Há 3 anos, Brígida preside essa entidade, à qual se dedica voluntariamente com entusiasmo e comprometimento. Em 2015 tive oportunidade de conhecer de perto o trabalho que a Cooperbio desenvolve com as famílias cooperadas na remota região da Chapada Diamantina, no interior do estado da Bahia. O esforço de incluir ativamente mulheres e jovens na cooperativa é uma preocupação constante de Brígida. Aprovar esse projeto é reconhecer um trabalho comprometido com uma integral sustentabilidade.

Photo of Fábio Lúcio Martins Neto

A Brígida possui uma visão de futuro muito avançada e diferenciada sobre a cafeicultura da Chapada Diamantina, Bahia. Pautada por critérios muito claros de sustentabilidade ambiental, econômica e social, sua ações contribuem para o desenvolvimento de sistemas de produção de café orgânico, para a autonomia e profissionalização dos agricultores familiares produtores de café e para a visibilidade, inclusão e valorização do trabalho das mulheres rurais envolvidas com a cafeicultura. Vencendo o isolamento local devido aos preconceito por ser mulher e por defender sistemas de produção ecológicos, conseguiu congregar e liderar as famílias dos agricultores produtores de café em torno da Cooperativa de Produtores Orgânicos e Biodinâmicos da Chapada Diamantina (Cooperbio).
Nesta cooperativa possibilitou, por meio da elaboração de projetos de forma responsável e gestão eficiente, a estruturação da organização, a implantação de sistemas de gestão da qualidade e controle interno e a reconquista da certificação orgânica para os principais mercados mundiais (Brasil, Estados Unidos e Europa). Além disso, a Cooperbio, nas unidades de produção de seus cooperados, investiu em infra-estrutura voltada à melhoria do café produzido e em marketing, visando a inserção dos cafés orgânicos dos seus cooperados em diversos mercados locais, regionais, nacionais e até internacionais. O maior acesso aos mercados diferenciados que valorizam a produção familiar e orgânica, possibilitou a venda de café com preços acima dos praticados no mercado local, permitindo o aumento da renda das famílias agricultores e da qualidade de vida das comunidades onde estão inseridas.
Ao mesmo tempo, Brígida liderou no Brasil o Capítulo nacional da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA) estimulando a criação de sub-capítulos em diversas regiões cafeeiras brasileiras e coordenando a elaboração de um livro ainda a ser lançado sobre as mulheres do café no Brasil, que tem como objetivo dar visibilidade às mulheres que trabalham no sistema agroindustrial do café, desde as mulheres que enchem as sacolas onde germinarão as sementes de café, até as baristas, passando pelas produtoras, apanhadoras, técnicas, pesquisadoras, corretoras e exportadoras.

Photo of Cassio Franco Moreira

A Cooperbio realiza um trabalho muito importante para as mulheres do café da Chapada Diamantina e também para a cafeicultura orgânica local. Mais do que isso, o trabalho com as mulheres e com a cafeicultura orgânica irá também contribuir com o empoderamento das mulheres na cafeicultura a nível nacional. O trabalho com o orgânico também é vital para que tais tecnologias também possam ser disseminadas e adaptadas para o café convencional, para que esse também se torne mais sustentável. A Cooperbio é membra e parceira de nossa Associação de cafés orgânicos e sustentáveis do Brasil - ACOB.

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Obrigada Cassio. Vamos assim fortalecendo nossa rede de cafeicultura orgânica.

Photo of Rosangela Pedrosa

Sou conhecedora do trabalho realizado pela Cooperbio em favor da produção de café orgânico junto aos agricultores e agricultoras familiares. O trabalho da Cooperbio proporciona sustentabilidade econômica, social, cultural e ambiental. Por isso esse projeto deve ser fomentado através de sua aprovação. Pois dessa forma o projeto irá se fortalecer ainda mais. A produção de café orgânico é trabalhosa e exige vários cuidados no cultivo, manejo, colheita, secagem, beneficiamento, armazenamento e comercialização. E a Cooperbio está a frente desse trabalho dando apoio e companhando os agricultores e agricultoras durante todo esse processo.

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Grata Rosangela. Espero que possamos fazer alguns intercâmbios com vocês a partir desses projetos.

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Obrigada a todas as pessoas que tem manifestado apoio ao nosso projeto.
Abraços

Photo of Helga Andrade

A Cooperbio merece a aprovação desse projeto para continuidade de seu trabalho tão importante junto a cafeicultores e cafeicultoras familiares. Fortalece princípios de sustentabilidade em todos os seus pilares na Chapada Diamantina. E que colham muitos novos frutos!

Photo of Samanta Ágata

Sou barista e conheço muito bem a qualidade do café orgânico que os produtores da Cooperbio produzem. É um café e alta qualidade. Hoje, os produtos orgânicos vem sendo muito procurado, e a consequência disso, além da opção por consumo de produtos livres de agrotóxicos, também se dá a qualidade dos produtos, e essa excelência, a cooperbio nos entrega. Sou mulher, sou barista e sei as dificuldades que enfrentamos, a iniciativa da Cooperbio de valorizar e certificar as mulheres no seu projeto, é fundamental e extraordinária, e consequentemente isso ira proporcionar a essas mulher e seus familiares, ajuda nas diversas dificuldades que os trabalhadores rurais têm que enfrentar. Sou muito orgulhosa do trabalho da Cooperbio. parabéns a todos. apoio totalmente esse projeto .

Photo of Ana Carolina

A Cooperbio tem mostrado importante papel para contribuir com o desenvolvimento rural da Chapada Diamantina/BA, sempre atenta à qualidade dos cafés que produz, mas também, e acredito que principalmente, com um olhar especial para todas as pessoas que fazem parte dessa história. Destaca-se a grande importância que tem dado para as mulheres, elos essenciais desta cadeia, mas, que muitas vezes, não tem o seu valor reconhecido.
Deixo aqui registrada minha imensa alegria em poder ver os passos e frutos desta grande Cooperativa e meu desejo que alcancem todos os seus sonhos.
Por tras de cada xícara de café da Cooperbio há uma história linda, de luta, de fé, de trabalho e de sonhos.
Sucesso!

Photo of Tihui Campos

Este es un gran proyecto y que vale la pena apoyar porque no solo es un buen café, si no que protege la naturaleza y es sustentable.

Photo of Alberto Viana

Acho muito importante a COOPERBIO receber esse prêmio. Vi o trabalho de perto e a importância do papel das mulheres. Creio na formação de uma rota de cafés especiais gerida pelas mulheres como fonte de receita complementar para a cooperativa e o prêmio vai ajudar muito.

Photo of Maria Brígida Salgado de Souza

Interessnate ler a entrevista no site abaixo sobre minhas inspirações. Gostaria muito de poder compartilhar essa experiência com outras mulheres e com outras cooperativas.
http://andreaoliveira.adv.br/noticia/uma-empreendedora-rural-dedicada-as-cafeicultoras-do-brasil-blog-mas-entrevista-brigida-salgado/