Polinizadores familiares – criar abelhas sem ferrão como polinizadores para a segurança alimentar e renda da agricultura familiar

Combater o desaparecimento de abelhas e insegurança alimentar planetária capacitando agricultores familiares a criarem abelhas nativas.

Photo of Joao Meirelles
15 10

Written by

I confirm that I am fully aware of the eligibility criteria, and based on its description, I am eligible to apply to the CSV Prize 2017.

  • Yes, I'm eligible

Preferred language

  • Portuguese

Organization name

Instituto Peabiru

Year founded

1998

Initiative stage

  • Growth (the pilot has already launched and is starting to expand)

Annual budget in 2017 (USD)

  • $1mil - $5mil

Number of beneficiaries impacted so far

  • 5,000 - 10,000

Organization type

  • Nonprofit, NGO, or citizen sector

Secondary Focus Area

  • Rural development

Headquarters location: Country

  • Brazil

Headquarters location: City

Belém, Pará

Location(s) of impact

Brasil (Amazônia, estados do Pará (Almeirim e Monte Alegre, no Baixo Amazonas; Curralinho, no Marajó e Curuçá, no Salgado) e Amapá (Oiapoque e Macapá)

Website

http://www.peabiru.org.br/nectardaamazonia - apresentação geral

Facebook URL

https://www.facebook.com/peabiruinstituto/?timeline_context_item_type=intro

Problem: What problem is this initiative trying to address?

Observamos atônitos o desaparecimento de abelhas e seus serviços ambientais. Em alguns lugares o declínio foi de 60% e se associa ao uso intensivo de agroquímicos e alterações ambientais. A maioria da comida do planeta depende de polinizadores. Se prosseguir, frutas, vegetais e estimulantes (café) serão incapazes de atender a demanda. A conservação de florestas como a Amazônia depende de abelhas silvestres. E produtos regionais (açaí, castanha, cacau, pimentas etc.) precisam das abelhas sem ferrão para polinização.

Solution Summary: What is the proposed solution? What do you see as its most promising aspects for creating shared value?

A meliponicultura, manejo de abelhas sem ferrão, é excelente opção de criar polinizadores em larga escala. Mesmo plantas que não dependem destes animais como soja podem ser beneficiadas e adquirir maior peso. À Plataforma Intergovernamental de Biodiversidade e Serviços Ambientais da ONU estas abelhas são relevantes na produção de alimentos e controle de mudanças climáticas. É aliada da conservação da biodiversidade e restauração florestal para manter a floresta em pé, evitando fogo e desmatamento. Na Amazônia pode gerar segurança alimentar e renda a povos e comunidades tradicionais excluídos. Ao consumidor oferece-se o mel, mais que adoçante com sabores diversificados e características peculiares. Por ser valorizado o produtor recebe mais de R$20,00/kg mel, importante na renda familiar, especialmente se controlado pela mulher. O potencial é atender em 5 anos 5 mil famílias, e depois 1 milhão famílias na Amazônia brasileira e milhões no mundo tropical, com a criação de espécies locais.

Impact: What is the impact of the work to date? Specify both the social and the environmental impact of your work

O Peabiru trabalha há 12 anos desenvolvendo tecnologia para montar a cadeia de valor do mel de abelhas sem ferrão. Barateou a produção, capacitou agricultores, fortaleceu organizações locais e superou desafios de industrialização, regularização do produtor (SISFAUNA, pois é animal silvestre) e do mel com Selo de Inspeção Federal. São mais de 120 produtores, 5 mil colmeias, 5 municípios no Amapá e Pará. Esperamos envolver 4 mil produtores em 5 anos. Para comercializar o mel criamos a empresa Peabiru Produtos da Floresta. Esperamos que estas iniciativas tragam para a legalidade os 30 mil produtores do Brasil e incentivem o desenvolvimento da cadeia de valor. O principal objetivo é gerar renda e emprego local. Uma família com renda média de R$ 7.200,00/ano (2/3 de salário mínimo), com 40 colmeias, produzirá 40 l (R$800,00), 11% de sua renda, além de aumentar a polinização do pomar e culturas agroflorestais, desestimular o fogo e o desmatamento. É um projeto para jovens empreendedores!

Financial sustainability plan: How is this initiative financially supported? How will you ensure its financial sustainability long-term?

Até agora a atividade contou com doações que somaram R$ 1 milhão. Estão em andamento: 1. BNDES/Fundo Amazônia - Néctar da Amazônia 2 anos, R$ 2 milhões, em conclusão (grant); 2. Fundação Banco do Brasil, R$ 340 mil, 2 anos (grant); 3.Em negociação, doação de empresa (R$ 100 mil)(corporate giving). A empresa Peabiru Produtos da Floresta pretende ter sócios e investidores e reinvestir seus resultados no negócio. O plano de negócio está em elaboração porque se trata de negócio pioneiro e em coleta de informações. Ao mesmo tempo, seguimos participando de editais (grants) e doações de empresas (corporate giving). Futuramente, pensamos em realizar vendas antecipadas das safras para mobilizar recursos para financiar o caixa e a expansão.

Unique value proposition: What makes your initiative innovative? How does your project differ from other organizations working in the same field?

Diferente de outras entidades, queremos contribuir em toda a cadeia de valor, simplificando o licenciamento e beneficiando agricultores em toda Amazônia, proteger unidades de conservação e áreas privadas, e colaborar na meta de restauração florestal do Brasil na Conferência de Paris. Esta será alcançada se considerados os polinizadores, especialmente abelhas silvestres, que aumentam a polinização, produção de frutos, dispersão de sementes; e sua presença significa atenção ao fogo.

Founding story: Share a story about the "Aha!" moment that sparked the beginning of this initiative.

No início dos anos 2000, a Avina proporcionou o encontro entre Fernando Oliveira, do Projeto Iraquara, no Amazonas, pioneiro de criação de abelhas sem ferrão em escala na Amazônia, e João Meirelles, do Instituto Peabiru, dedicado ao fortalecimento de agricultores familiares. A partir daí o Peabiru buscou meios de incluir a meliponicultura em suas ações. Para João Meirelles, mesmo com vivência em agricultura somente a partir de então ficou clara a importância de se considerar os polinizadores para a conservação e a agricultura sustentável. Desde então o Peabiru busca incluir as abelhas sem ferrão, a polinização e demais serviços ambientais na agenda da sustentabilidade a nível local, regional e global, associando-se a organizações como a EMBRAPA, universidades na Amazônia e outras ONGs e movimentos sociais.

Where did you hear about the Nestlé Creating Shared Value Prize?

  • Social media

Evaluation results

3 evaluations so far

1. Overall evaluation

5 - This idea rocked my world. It’s awesome! - 33.3%

4 - This idea seems really exciting. With a little more polishing, it’d be among my favorites. - 66.7%

3 - I think the idea is great, but it needs some work before it moves onto the next round. - 0%

2 - I liked it fine but preferred others. - 0%

1 - It didn’t make my heart beat faster. Needs significant revisions. - 0%

2. Innovation

5 - Absolutely, 100%! - 33.3%

4 - I feel really good about this - very promising - 66.7%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

3. Social and/or Environmental Impact

5 - Absolutely, 100%! - 66.7%

4 - I feel really good about this - very promising - 33.3%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

4. Financial sustainability

5 - Absolutely, 100%! - 0%

4 - I feel really good about this - very promising - 100%

3 - This has some good elements and some areas for development - 100%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

Nothing stands out! I thought it was great. - 0%

5. Potential to Scale / Replicability

5 - Absolutely, 100%! - 33.3%

4 - I feel really good about this - very promising - 66.7%

3 - This has some good elements and some areas for development - 0%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

6. Organizational Leadership

5 - Absolutely, 100%! - 33.3%

4 - I feel really good about this - very promising - 33.3%

3 - This has some good elements and some areas for development - 33.3%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

7. Potential for Creating Shared Value

5 - Absolutely, 100%! - 50%

4 - I feel really good about this - very promising - 0%

3 - This has some good elements and some areas for development - 50%

2 - This doesn’t inspire me so much - 0%

1 - This entry is weak here - 0%

Attachments (1)

Peabiru-Campanha Licenciamento Meliponicultura.pdf

Campanha para licenciamento simplificado da meliponicultura para agricultores familiares

15 comments

Join the conversation:

Comment
Photo of Aline Carrara

Tive a oportunidade de participar desta iniciativa deste sua concepção ate as atividades iniciais de implementação, ha 12 anos atras. O projeto não so garante a conservação da biodiversidade por meio da manutenção polinizadores, mas garante a dispersão que contribui para a variabilidade e a multifuncionalidade da agricultura regional. Ademais, o projeto investe na geração de conhecimentos promovendo inclusão social, fortalece economias locais, proporciona desenvolvimento com foco nas demandas comunitárias e gera empoderamento. A Equipe do Instituto Peabiru e formada por profissionais altamente capacitados e comprometidos, alem de contar com a enorme paixão e preocupação que o Sr. Meirelles cultiva pela Amazonia e seu futuro.

View all comments