A(TUA) SAÚDE

Combate de distúrbios mentais das pessoas afetadas diariamente pelos medos e incertezas, através das alternativas da medicina.

Photo of Sofia Fernandes Costa
4 16

Written by

A que faixa etária pertences?

  • Tenho entre 18 e 25 anos

Termos e Condições Desafio Gulbenkian 25 sub 25

  • Sim, li e estou de acordo

Lista de verificação de elegibilidade

  • Na Ashoka, definimos agente de mudança como qualquer pessoa que se põe em acção para responder a um determinado problema, activa outros, e trabalha no sentido de encontrar soluções para o bem de todos. Se te consideras um(a) jovem agente de mudança assinala esta caixa.
  • Terás entre os 13 e os 25 anos em 7 de Outubro de 2020.
  • A tua ideia será implementada em território português.

Em que projeto das Academias Gulbenkian do Conhecimento estás a participar?

  • ECOGERMINAR - com Escola Superior de Educação de Castelo Branco e Instituto Politécnico da Guarda

Caso não encontres o teu projeto na lista, procura também no site da Gulbenkian, ou usa este espaço para te podermos ajudar. Coloca aqui mais informações sobre o projecto aqui, para que possamos ajudar-te a localizá-lo.

Sou aluna da Escola Superior de Educação de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Estou no 3º Ano da Licenciatura de Serviço Social e estou a estagiar na Associação EcoGerminar. Participo nas Academias Gulbenkian do Conhecimento- Criatividade.

Qual o mês e ano em que nasceste?

Maio-1999

Com que género te identificas?

  • Feminino

Nas próximas nove perguntas irás apresentar a tua Ideia Criativa e Transformadora! 1. O Problema: Qual o problema que estás a contribuir para resolver?

Cada vez mais, existe na sociedade pessoas que sofrem de doença mental e é importante manter a mente sã e o corpo bem dos indivíduos da nossa sociedade. O problema predominante, neste momento, deduzo que será a pandemia do vírus Covid-19, que tem vindo a afetar mais pessoas e a aumentar o número de pessoas que se encontram em isolamento, solidão e desespero. 

2. Motivação: O que te motivou a querer resolver este problema?

O que me levou a pensar num projeto nestes moldes, foi a visão que temos tido a ter sobre as pessoas que se encontram com um estado psicológico negativo, onde andam mais individualizadas, "frias", onde os afetos e a proximidade se desvaneceu. Não somos e também não voltaremos a ser a sociedade que eramos, mas podemos ser melhores e tornarmo-nos pessoas que se preocupam com o próximo. Não acham? A mente tem muito que se diga, e trabalhá-la e fazer com que as pessoas pensem positivo é difícil, mas não custa tentar com especialistas que saibam o que devem realmente fazer para melhorar o estado de espírito destas pessoas.   

3. A tua Solução: Como é que estás a planear resolver este problema?

A metodologia realizada para a recuperação ou diminuição de pensamentos negativos destas pessoas, concretamente, a comunidade ribeirabravense (Ilha da Madeira), seria através do acompanhamento diário (caso urgente) ou semanal das pessoas e de sessões gratuitas das alternativas que a medicina oferece, com a ajuda de uma equipa multidsciplinar especializada nas áreas adequadas a cada pessoa. Estas sessões seriam realizadas num espaço ar livre ou sala «zen», que proporciona-se calma e esperança para que estas pessoas conseguissem perceber que existe solução para os maiores desafios que a vida pode proporcionar.

4. O Factor X: O que é que a tua ideia tem de diferente, em relação a outros programas ou soluções que já existem?

Seria um projeto inovador, na minha perspetiva, pois eu própria fui refém de pesadelos passados e que com pessoas especializadas consegui superar os meus medos e inseguranças. Apesar de ter sido antes da pandemia, acredito que um projeto nestes moldes, durante/depois da pandemia poderia proporcionar uma vida melhor às pessoas mais afetadas por esta, a nível psicológico. Estas sessões individualizadas ou conjuntas poderiam gerar partilhas incríveis que gerassem bem-estar comum, ou pelo desabafo, meditação, entre outras.

5. Vais trabalhar em equipa? Se sim, coloca o nome e email dos restantes membros na linha em branco.

  • Não

6.1. Em que distrito resides?

  • Distrito de Castelo Branco

6.2 E em que cidade, vila ou aldeia resides?

Cidade de Castelo Branco

7.1. Onde esperas implementar o projeto?

  • Distrito do Funchal

7.2. Em que aldeia, vila ou cidade pretendes implementar o projeto? Porquê aí?

Pretendo implementar este projeto na minha área de residência, Ilha da Madeira, mais concretamente no concelho da Ribeira Brava. Por ser o local onde nasci e cresci e vivo, onde conheço as pessoas e gostaria muito de a tornar numa vila mais ativa e saudável (tendo em conta a existência de muitos idosos que estão sozinhos como também as pessoas em idade adulta com alguns distúrbios mentais).

8. Impacto esperado: qual a mudança que esperas que a tua ideia provoque nas pessoas que vai servir?

O impacto deste projeto seria progressivamente positivo, se as pessoas aderissem a este tipo de sessões e se os profissionais visualizassem ao longo de 3-6 meses uma melhoria psicológica destas pessoas. Estas estariam mais confiantes e mais seguras de si mesmas, capazes de ajudar ou passar a palavra ao outro de modo a se tornar um ciclo de boas energias. Trataria de analisar os dados sobre os sujeitos ribeirabravenses que têm distúrbios mentais e aborda-los de uma forma inteligente para a compreensão do bem-estar dessas pessoas.

9.1. No último ano, fizeste algo para responder a um problema social ou ambiental, no teu contexto?

  • Não

9.2. Qual das seguintes afirmações descreve melhor o tipo de iniciativa que tiveste?

  • Apoiei uma campanha ou movimento, já existente, de outra pessoa, ou reagi diretamente ao problema perto de mim. Exemplos: Assinei uma petição, juntei-me a um protesto ou manifestação, ensinei a língua local a refugiados, fiz voluntariado numa casa de acolhimento para sem-abrigo, doei comida/roupa aos sem-abrigo, etc.

9.3. Estás a apoiar outros a serem agentes de mudança de alguma das formas aqui descritas?

  • Juntando pessoas

10. Se um amigo ou colega te motivou a participar, escreve aqui o seu nome e email.

Diana Filipa: diana_filipagouveia@hotmail.com Ana Rute Inácio: anaruteinacio99@gmail.com

11. Edição de Ideias // Definição de Pressupostos

12. Edição Ideias // Plano para de Ação para Validação de Pressupostos

13. Depois deste tempo a validar os pressupostos que definiste, queres alterar o problema, a solução, o factor X ou qualquer outro ponto da ideia que inicialmente propuseste?

  • Sim

13. a) Quero alterar os seguintes elementos:

  • Problema
  • Solução
  • Motivação; Impacto; Local de Implementação

13 b) PROBLEMA - reformulação

Cada vez mais, existe na sociedade pessoas que sofrem de doença mental e é importante manter a mente sã e o corpo saudável dos pré-adolescentes e jovens da nossa sociedade. O novo coronavírus SARS-CoV-2 é uma pandemia mundial que veio agravar progressivamente a saúde mental, pois desde de 2020 que a população passou mais tempo em isolamento, solidão e desespero e sem qualquer suporte a nível emocional.

13. c) SOLUÇÃO - reformulação

A metodologia realizada para a recuperação ou diminuição de pensamentos negativos destes pré-adolescentes e jovens concretamente, na comunidade institucionalizada e não institucionalizada acolhida da cidade de Castelo Branco. Esta será realizada através do acompanhamento diário (caso urgente) ou semanal através de sessões de Pedopsiquiatria e de Estimulação Multissensorial com uma equipa multidisciplinar especializada nestas áreas. Estas sessões poderão vir a ser realizadas no parque da cidade, ao ar livre, e numa Sala Multissensorial aberta à comunidade. Assim, poderemos promover o relaxamento, a estimulação dos sentidos, a diminuição da ansiedade e a resolução de conflitos, entre outros.

13. e) OUTRAS ALTERAÇÕES / DESCOBERTAS

O que me levou a alterar a minha ideia inicial foi a impossibilidade de concretizar o meu projeto onde inicialmente me prepôs a realiza-lo. Tive de adaptar toda a minha ideia para a realidade e contexto em que vivo, neste momento. Visto ser uma estudante universitária que está a estudar fora da sua área de residência, que por consequente, era o local de implementação do meu projeto, ao longo deste tempo a tentar validar os meus pressupostos, cheguei à conclusão que não seria possível validar tudo aquilo que tinha idealizado. Com isto, pôs-me à prova (depois do precioso aconselhamento da minha mentora) e reformulei o meu problema, a minha solução e o local onde poderei implementar a ideia-projeto. No fim de realizar todos os contactos possíveis consegui arranjar parceiros com entidades locais que me ajudassem na construção da viabilidade da minha ideia. Na minha cidade académica, Castelo Branco, pretendo deixar a minha marca, e transformar para melhor esta comunidade.

4 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Andreia Viegas
Team

Parabéns pela ideia!! Gosto muito da iniciativa e acredito que tenha imenso potencial :)

View all comments