CrerSer

Projeto educativo que visa experiências desafiantes e enriquecedoras no contexto de um ecossistema de montanha.

Photo of Daniela Saraiva
12 29

Written by

A que faixa etária pertences?

  • Tenho entre 18 e 25 anos

Termos e Condições Desafio Gulbenkian 25 sub 25

  • Sim, li e estou de acordo

Consentimento Para Menores de 18 Anos

  • Não confirmo ter enviado os dados pelo link

Lista de verificação de elegibilidade

  • Na Ashoka, definimos agente de mudança como qualquer pessoa que se põe em acção para responder a um determinado problema, activa outros, e trabalha no sentido de encontrar soluções para o bem de todos. Se te consideras um(a) jovem agente de mudança assinala esta caixa.
  • Terás entre os 13 e os 25 anos em 7 de Outubro de 2020.
  • A tua ideia será implementada em território português.
  • Confirma que dás o teu consentimento para que possamos dar visibilidade ao teu projeto e percurso neste desafio, nas redes sociais.
  • Confirma que tens o direito de usar ou partilhar qualquer conteúdo que tenhas colocado neste formulário de candidatura.

Em que projeto das Academias Gulbenkian do Conhecimento estás a participar?

  • ECOGERMINAR - com Escola Superior de Educação de Castelo Branco e Instituto Politécnico da Guarda

Qual o mês e ano em que nasceste?

Mar-1996

Com que género te identificas?

  • Feminino

Website ou perfis de redes sociais

https://www.facebook.com/danielafilipasaraiva/

Nas próximas nove perguntas irás apresentar a tua Ideia Criativa e Transformadora! 1. O Problema: Qual o problema que estás a contribuir para resolver?

As rápidas e acentuadas mudanças criadas pelo século XXI têm transformado o modo como a infância é vivida nas sociedades ocidentais.

O Problema:

  • Sobrecarga da agenda das crianças com atividades estruturadas;
  • Evolução das tecnologias;
  • a superproteção e medos dos pais;
  • o paradigma no mercado de trabalho e consequente falta de disponibilidade dos pais;
  • Aumento do tráfego automóvel;
  • maior densidade populacional.

2. Motivação: O que te motivou a querer resolver este problema?

Sonho alto de pés no chão, na vertigem entre ambos gosto da ideia da construção e o que dela existe nos movimentos normais. Vejo a utopia como a maior força do ser humano.

Um dia um professor disse-me que nós temos apenas duas opções: "Ou fazemos heroicamente parte da solução, ou constituímos parte do problema". Tornou-se claro para mim a que lado da moeda queria pertencer.  

É preciso encarar com realismo e com a responsabilidade que nos serve a todos nós enquanto cidadãos, a urgência desta mutação civilizacional. 

3. A tua Solução: Como é que estás a planear resolver este problema?

O projeto objetiva demonstrar o potencial do brincar ao ar livre para o desenvolvimento e aprendizagem e promover a consciência ecológica nas novas gerações. O projeto direciona-se à comunidade escolar, podendo, no entanto, ser explorado por outros públicos. O objetivo seria uma parceria com as escolas do Município para promover esta experiência para seus alunos. Para além disso, tem como finalidade promover experiências pedagógicas na montanha com os alunos pelo menos uma vez por semana. Complementarmente visa-se o planeamento de dias específicos de sensibilização para a proteção e preservação ambiental, a biodiversidade, os ecossistemas, a geologia local, etc. 

A Educação Ambiental é uma área fundamental na transmissão de conhecimentos, de competências, de atitudes e dos valores para uma cidadania consciente e responsável.

4. O Factor X: O que é que a tua ideia tem de diferente, em relação a outros programas ou soluções que já existem?

O CrerSer fomenta-se através de uma combinação de ações estruturadas e não estruturadas, promovendo a exploração e o brincar ao ar livre, mas concomitantemente, garantir a aquisição de conhecimentos específicos. O Fator X do projeto reflete-se no contexto em que se propõe desenvolver, na Serra da Estrela. Através da promoção do contacto da natureza na infância, concomitantemente, promovemos o desenvolvimento e a preservação do património natural e cultural de um Geopark Mundial da UNESCO.

5. Vais trabalhar em equipa? Se sim, coloca o nome e email dos restantes membros na linha em branco.

  • Não

6.1. Em que distrito resides?

  • Distrito de Castelo Branco

6.2 E em que cidade, vila ou aldeia resides?

Covilhã

7.1. Onde esperas implementar o projeto?

  • Distrito de Castelo Branco

7.2. Em que aldeia, vila ou cidade pretendes implementar o projeto? Porquê aí?

Pretendo implementar o projeto na Covilhã, uma vez que o acesso ao um ecossistema tão complexo e rico está mesmo "à mão de semear" da cidade. Para que a própria comunidade promova a sua preservação.

8. Impacto esperado: qual a mudança que esperas que a tua ideia provoque nas pessoas que vai servir?

O projeto visa fomentar na comunidade escolar infantil o gosto e respeito pelos espaços naturais, de forma que sejam eles os agentes de mudança do futuro, sobretudo no que concerne aos valores e atitudes para a preservação e conservação da biodiversidade. Visa-se a definição de indicadores de impacto, de forma a medir o sucesso do projeto. 

A possibilidade do trabalho “em rede” entre diferentes agentes envolvidos, prevê que este seja um projeto dinâmico, com resultados passíveis de serem utilizados neste projeto e noutras iniciativas futuras.

9.1. No último ano, fizeste algo para responder a um problema social ou ambiental, no teu contexto?

  • Sim

9.2. Qual das seguintes afirmações descreve melhor o tipo de iniciativa que tiveste?

  • Apoiei uma campanha ou movimento, já existente, de outra pessoa, ou reagi diretamente ao problema perto de mim. Exemplos: Assinei uma petição, juntei-me a um protesto ou manifestação, ensinei a língua local a refugiados, fiz voluntariado numa casa de acolhimento para sem-abrigo, doei comida/roupa aos sem-abrigo, etc.
  • Trouxe uma ideia ou movimento que já existia para a minha família, comunidade, escola ou empresa. Exemplos: Encorajei amigos/família a começar a reciclar, instalei baldes do lixo para reciclagem na comunidade local, comecei um clube para ensinar raparigas a escrever código no computador, liderei campanhas para informar eleitores, organizei um workshop ou evento comunitário sobre um tema que me preocupa/move, etc.

9.3. Estás a apoiar outros a serem agentes de mudança de alguma das formas aqui descritas?

  • Juntando pessoas
  • Dando aulas
  • Dando formação
  • Contando histórias /Usando os Meios de Comunicação
  • Dando oportunidades de voluntariado
  • Ligando pessoas/grupos que de outra forma não se conectariam

11. Edição de Ideias // Definição de Pressupostos

12. Edição Ideias // Plano para de Ação para Validação de Pressupostos

13. a) Quero alterar os seguintes elementos:

  • Problema
  • Solução
  • Factor X

13 b) PROBLEMA - reformulação

Com base neste momento de validação dos pressupostos e através de um questionário divulgado à comunidade escolar (que contou com 144 participantes), observamos que 46,5% das respostas apontavam como principal problema a falta de disponibilidade dos pais.

A reunião com a Associação Geopark Estrela permitiu compreender que o a faixa etária que carecia de uma resposta concreta era no âmbito do pré-escolar, uma vez que as atividades desenvolvidas outdoor previam uma sinergia do conhecimento da nossa identidade cultural (relativamente ao nosso património) com a união dos conteúdos programáticos do currículo. Reconheceram também a pertinência de criar atividades para as famílias.

Acreditamos que é na primeira infância que importa incidir o programa do projeto.

13. c) SOLUÇÃO - reformulação

No que concerne à solução, no supramencionado questionário registaram como soluções:

- A Associação Geopark oferecer atividades estruturadas em contacto com a natureza para as Escolas; (43,1% dos votos)

- A Associação Geopark oferecer atividades estruturadas em contacto com a natureza para as famílias. (31,3% dos votos)

Assim, em vez de o projeto se direcionar apenas para as escolas, acreditamos que o projeto CrerSer deve ter um carácter sistémico com uma atuação em dois dos principais contextos (microssistema) para o desenvolvimento da criança:

-Por um lado promover o contacto com a natureza através dos estabelecimentos de ensino.
-E por outro promover o contacto com a natureza na infância através das famílias.

13. d) FACTOR X - reformulação

Como fator diferenciador apontamos o princípio do projeto que visa o contacto com a um ecossistema de montanha na primeira infância. Sendo que aumenta o sentido de comunidade e o respeito pela natureza, cuida da saúde física e do sistema imunológico e por fim, desenvolve competências de confiança, resiliência e criatividade.

13. e) OUTRAS ALTERAÇÕES / DESCOBERTAS

A parceria com a Associação Geopark Estrela prevê assegurar: acesso, inovação e excelência.

12 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Inês Leal
Team

Olá Daniela! Do conhecimento que tenho de atividades que são realizadas nestes contextos de natureza, como exemplo os escuteiros, habitualmente não existem atividades dedicadas para a 1ª infância. Atendendo que é nos primeiros anos de vida que somos mais permeáveis à aprendizagem, o teu projeto parece-me ser muito importante e enriquecedor para as próximas gerações. Votos de Sucesso! ;)

View all comments