Mais que um Ombro

Capacitação de Jovens como dinamizadores de Primeiros Socorros em Saúde Mental

Photo of Catia Godoroja
15 16

Written by

A que faixa etária pertences?

  • Tenho entre 18 e 25 anos

Termos e Condições Desafio Gulbenkian 25 sub 25

  • Sim, li e estou de acordo

Consentimento Para Menores de 18 Anos

  • Confirmo que enviei os dados pelo link.

Lista de verificação de elegibilidade

  • Na Ashoka, definimos agente de mudança como qualquer pessoa que se põe em acção para responder a um determinado problema, activa outros, e trabalha no sentido de encontrar soluções para o bem de todos. Se te consideras um(a) jovem agente de mudança assinala esta caixa.
  • Terás entre os 13 e os 25 anos em 7 de Outubro de 2020.
  • A tua ideia será implementada em território português.
  • Confirma que dás o teu consentimento para que possamos dar visibilidade ao teu projeto e percurso neste desafio, nas redes sociais.
  • Confirma que tens o direito de usar ou partilhar qualquer conteúdo que tenhas colocado neste formulário de candidatura.
  • Se tens menos de 18 anos, confirma que tens autorização dos teus pais ou encarregados de educação para participar neste desafio, através do formulário enviado por email, assinado.

Em que projeto das Academias Gulbenkian do Conhecimento estás a participar?

  • Lifeshaker – Metodologia CriAtividade

Qual o mês e ano em que nasceste?

Out-2001

Com que género te identificas?

  • Feminino

Website ou perfis de redes sociais

https://www.facebook.com/profile.php?id=100008376815736

Nas próximas nove perguntas irás apresentar a tua Ideia Criativa e Transformadora! 1. O Problema: Qual o problema que estás a contribuir para resolver?

A falta de cuidados de Saúde Mental trata-se de um problema grave, uma vez que o seu acesso encontra-se limitado devido à insuficiência da resposta do SNS, assim como à persistência de estigma associado às pessoas que procuram ajuda nesta área.

Esta problemática encontra-se agravada, uma vez que o impacto da Pandemia diminuiu o bem-estar mental dos Portugueses, o que aumenta o risco de suicídio em particular para os mais jovens - sendo a nível Mundial, a 2ª maior causa de morte neste grupo.    

2. Motivação: O que te motivou a querer resolver este problema?

Perante os problemas emergentes da Pandemia, decidi não ficar à espera de uma solução milagrosa, contribuindo eu própria para a sua mitigação. 

Inscrevi-me na medida do IEFP de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais, trabalhando como voluntária num serviço familiar durante 4 meses, antes de regressar à universidade.

Nesta experiência cruzei-me com pessoas cujas vidas se haviam alterado negativamente. Dos seus relatos, percebi que além do agravamento das situações de pobreza e de exclusão pré-existentes, os tempos de incerteza vividos aumentaram a ansiedade, o stress e a depressão.

Confirmei esta realidade também na minha rede de amizades, percebendo que jovens que antes eram ativos e optimistas, rendiam-se ao medo e à tristeza.

Em ambos os contextos, senti que deveria ajudar, contudo não sabia como o fazer, percebendo o quanto pode ser útil para um voluntário, para um amigo, saber como lidar, gerir e apoiar alguém que se encontra num momento em que a saúde mental está em causa. 

Pesquisei e não encontrei uma solução acessível para esta necessidade, sendo este momento em que percebi que estava perante um desafio pessoal que pode melhorar a vida de muitas pessoas.

3. A tua Solução: Como é que estás a planear resolver este problema?

É na rede informal de amizades que os jovens tendem a procurar apoio em momentos delicados da sua vida pessoal, nos quais se sentem psicologicamente vulneráveis. É também neste espaço, que a maioria dos jovens se sente confortável em partilhar as suas emoções, de forma aberta e horizontal.


Acredito que o investimento na capacitação de jovens em “Primeiros Socorros em Saúde Mental”, permitirá dotá-los de competências para saberem como identificar situações de risco e agir em conformidade, preparando-os desta forma para poderem ser uma mais-valia efectiva no suporte aos seus amigos e amigas no âmbito da promoção da sua Saúde Mental.


Não creio que esta solução seja uma alternativa aos serviços de Saúde existente, mas sim uma iniciativa complementar que reforce a eficácia, o alcance, e a acessibilidade a estes.


Assim, o 1º passo  será identificar e contactar entidades que apoiem tecnicamente a minha ideia, colaborando na elaboração e aplicação de um programa de capacitação de primeiros socorros em saúde mental. O 2º passo, será a divulgação e o encaminhamento de jovens para o programa. Após a aplicação do programa, avaliarei o seu impacto nos participantes ao longo de um ano.

4. O Factor X: O que é que a tua ideia tem de diferente, em relação a outros programas ou soluções que já existem?

Acredito que a minha ideia diferencia-se pela identificação dos jovens e das respetivas redes informais de amizade, como um recurso a valorizar, visto estar presentemente negligenciado no âmbito da promoção da Saúde Mental. As soluções existentes, revestem-se de um formalismo associado à relação entre um profissional adulto e um jovem, factor que por diversos motivos (vergonha, estigma, insuficiente apoio parental, inexistência de recursos económicos, etc.) condiciona o acesso dos jovens a este tipo de apoio.

5. Vais trabalhar em equipa? Se sim, coloca o nome e email dos restantes membros na linha em branco.

  • Sim

6.1. Em que distrito resides?

  • Distrito de Setúbal

6.2 E em que cidade, vila ou aldeia resides?

Corroios.

7.1. Onde esperas implementar o projeto?

  • Distrito de Setúbal

7.2. Em que aldeia, vila ou cidade pretendes implementar o projeto? Porquê aí?

Pretendo implementar o meu projeto na Cidade de Almada. Frequentei o ensino secundário nesta cidade, e através do meu gosto pelo Desporto, descobri a Lifeshaker e o seu projeto de Rugby Feminino. Durante um ano pratiquei esta modalidade, e embora tenha chegado à conclusão que não é o Desporto certo para mim, revi-me em diferentes projetos de solidariedade e de mobilidade promovidos por esta organização, continuando ligada como participante e como voluntária desde 2017.

8. Impacto esperado: qual a mudança que esperas que a tua ideia provoque nas pessoas que vai servir?

Acredito que os jovens capacitados no âmbito de "Primeiros Socorros em Saúde Mental", poderão ser mais valias nas suas redes e relações de amizades, intervindo positivamente na promoção do bem-estar e da qualidade de vida dos seus pares.

Ao nível comunitário, a disponibilização deste recurso inexistente, particularmente em contextos sociais desfavorecidos, pode ser particularmente importante, visto no actual contexto Pandémico, as desigualdades estarem bem patentes inclusive no acesso a cuidados de saúde mental. 


9.1. No último ano, fizeste algo para responder a um problema social ou ambiental, no teu contexto?

  • Sim

9.2. Qual das seguintes afirmações descreve melhor o tipo de iniciativa que tiveste?

  • Apoiei uma campanha ou movimento, já existente, de outra pessoa, ou reagi diretamente ao problema perto de mim. Exemplos: Assinei uma petição, juntei-me a um protesto ou manifestação, ensinei a língua local a refugiados, fiz voluntariado numa casa de acolhimento para sem-abrigo, doei comida/roupa aos sem-abrigo, etc.
  • Trouxe uma ideia ou movimento que já existia para a minha família, comunidade, escola ou empresa. Exemplos: Encorajei amigos/família a começar a reciclar, instalei baldes do lixo para reciclagem na comunidade local, comecei um clube para ensinar raparigas a escrever código no computador, liderei campanhas para informar eleitores, organizei um workshop ou evento comunitário sobre um tema que me preocupa/move, etc.

9.3. Estás a apoiar outros a serem agentes de mudança de alguma das formas aqui descritas?

  • Juntando pessoas
  • Fazendo mentoria

10. Se um amigo ou colega te motivou a participar, escreve aqui o seu nome e email.

Tiago Aires - airesjctiago@gmail.com

11. Edição de Ideias // Definição de Pressupostos

Em anexo

12. Edição Ideias // Plano para de Ação para Validação de Pressupostos

13. Depois deste tempo a validar os pressupostos que definiste, queres alterar o problema, a solução, o factor X ou qualquer outro ponto da ideia que inicialmente propuseste?

  • Sim

13. a) Quero alterar os seguintes elementos:

  • Problema

13 b) PROBLEMA - reformulação

Inicialmente coloquei como pressuposto do problema “a falta de capacitação de jovens na área dos primeiros socorros em Saúde Mental". No decorrer do processo de investigação e ação, e depois de aplicados os questionários cheguei à conclusão de que, na verdade a saúde mental dos jovens (neste caso a falta dela) é que é de facto o problema. Pois este sim é um problema importante, negligenciado e com externalidades. Assim sendo o problema social para o qual quero encontrar soluções é a “ A falta de Saúde Mental dos Jovens”. Não porque o anterior estivesse errado, mas porque verifiquei que a falta de capacitação na área dos primeiros socorros em saúde mental é uma das causas desse problema, cada vez mais evidente na nossa sociedade. Assim sendo, e focando-me na capacitação nesta área pretendo capacitar a rede informal dos jovens como forma de prevenir possíveis problemas futuros. 

13. e) OUTRAS ALTERAÇÕES / DESCOBERTAS

Para validar os pressupostos do problema, da solução e do factor x, apliquei um questionário “QuALISMental” (Loureiro, L. 2015) e uma entrevista a 30 jovens. As conclusões dizem o seguinte: 90% dos jovens concordam que a capacitação é necessária nesta área; 53% valorizam as redes informais de amizade como a primeira ajuda ; 66,6% não sabem reconhecer sintomas de problemas ao nível da saúde mental; Desse modo, confirma-se não só que a capacitação pode ser uma solução eficaz para ajudar a combater este problema como o facto deste problema existir e serem os pares os primeiros a prestar ajuda aos jovens nesta situação.

15 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Beatriz
Team

Adoro a iniciativa, parabéns! Esta ideia é super interessante e aborda temas super pertinentes!

Spam
Photo of Celmira Macedo - EKUI
Team

É um orgulho ser mentora deste projeto. Pertinente, atual e responde a um verdadeiro e preocupante problema social. Vamos lá Cátia! Abraço. Celmira Macedo

Spam
Photo of Joyce
Team

Simplesmente uma grande ideia, como sempre! Á saude mental é algo importante e que se deve ter uma extrema importância.
as tuas ideias e a maneira que queres resolver o problema é muito bom.
És incrivel!

Spam
Photo of Érica
Team

É uma excelente ideia e desde já os meus parabéns! Chamar a atenção da importância da saúde mental é algo vital, especialmente nos dias de hoje, e acredito realmente que este projeto teria grande sucesso! Mais uma vez parabéns e boa sorte.

Spam
Photo of Catia Godoroja
Team

Muito obrigada pelo apoio :)

Spam
Photo of Daniel Filipe
Team

Acho que é uma otima ideia, porque é um assunto bastante importante não só devido a pandemia atual, como outras. Boa sorte e continua o bom trabalho

Spam
Photo of Catia Godoroja
Team

Obrigada pelo apoio! :)

Spam
Photo of Keveni Fernandes
Team

Excelente ideia, bastante potencial, devido ao facto de não darmos a devida atenção á saude mental, principalmente agora que o pais encontra-se em confinamento.

Spam
Photo of Catia Godoroja
Team

Sim, mesmo muito importante... para além do preconceito que ainda existe em relação a este tópico.

Spam
Photo of Antonio Cardoso
Team

Acredito que esta ideia ja deveria estar a ser implementada, podendo assim ajudar os cidadãos a ultrapassarem este tempo em que estamos... após esta pandemia muitas pessoas necessitarão de algo como este projeto para os ajudar.
Votos de boa sorte

Spam
Photo of Catia Godoroja
Team

Obrigada mesmo! Chamar este assunto para a mesa é mesmo algo que considero relevante!

Spam
Photo of Carolina jg
Team

Muito bom!! é de extrema urgência começar a capacitar pessoas para fazerem frente a esta problemática tão pouco relembrada e tão importante.

Spam
Photo of Catia Godoroja
Team

Obrigada mesmo! Chamar este assunto para a mesa é mesmo algo que considero relevante, desfazendo preconceitos e criando melhores maneiras de ajudar quem quer ser ajudado.

Spam
Photo of Gabriela Silva
Team

Queria te dar os parabéns pela ideia porque desta forma não só estas a capacitar pessoas para empoderar outras a procurar apoio e ajuda mais especializado, mas também a dar ferramentas a estes voluntários para eles próprios saberem trabalhar a sua saúde mental!

Spam
Photo of Catia Godoroja
Team

Obrigada, era mesmo aí que queria chegar! Criar ferramentas para que as pessoas possam não só criar iniciativa para pedir ajuda, como também dar a capacitação para que nós que estamos de fora as conseguirmos ajudar.