Lousada - Ambiente Jovem

Pensamento global, ação local, mudança individual! Criar uma rede de jovens transformadores pelo ambiente.

Photo of Ambiente Jovem
1 15

Written by

A que faixa etária pertences?

  • Tenho entre 13 e 17 anos

Termos e Condições Desafio Gulbenkian 25 sub 25

  • Sim, li e estou de acordo

Consentimento Para Menores de 18 Anos

  • Confirmo que enviei os dados pelo link.

Lista de verificação de elegibilidade

  • Na Ashoka, definimos agente de mudança como qualquer pessoa que se põe em acção para responder a um determinado problema, activa outros, e trabalha no sentido de encontrar soluções para o bem de todos. Se te consideras um(a) jovem agente de mudança assinala esta caixa.
  • Terás entre os 13 e os 25 anos em 7 de Outubro de 2020.
  • A tua ideia será implementada em território português.
  • Confirma que dás o teu consentimento para que possamos dar visibilidade ao teu projeto e percurso neste desafio, nas redes sociais.
  • Confirma que tens o direito de usar ou partilhar qualquer conteúdo que tenhas colocado neste formulário de candidatura.
  • Se tens menos de 18 anos, confirma que tens autorização dos teus pais ou encarregados de educação para participar neste desafio, através do formulário enviado por email, assinado.

Em que projeto das Academias Gulbenkian do Conhecimento estás a participar?

  • Município de Lousada - BioEscola 360º

Qual o mês e ano em que nasceste?

Set-2007

Com que género te identificas?

  • Feminino

Nas próximas nove perguntas irás apresentar a tua Ideia Criativa e Transformadora! 1. O Problema: Qual o problema que estás a contribuir para resolver?

Lousada tem um território muito degradado e com elevada densidade populacional. A Câmara Municipal tem organizado muitos projetos para melhorar o ambiente e envolver a comunidade nas causas ambientais. No entanto, reparamos que os jovens são o grupo que menos se envolve. Graças ao BioEscola temos acesso a muitas atividades fora da escola, mas poucos colegas participam. Queremos criar um Conselho de Jovens para inspirar e mobilizar jovens para o ambiente e sustentabilidade local.


2. Motivação: O que te motivou a querer resolver este problema?

No BioEscola temos muitas atividades ligadas à cidadania ambiental. Numa das sessões em que falávamos da nossa área protegida (Paisagem Protegida do Sousa Superior), os monitores deram-nos a conhecer o programa “Junior Rangers”, da Federação EUROPARC, que decorre em inúmeras áreas protegidas da Europa, e o relacionado Youth Manifesto. Isto levou-nos a pensar que em Lousada talvez os jovens se envolvessem mais nas questões do ambiente se tivessem uma estrutura organizada e mobilizadora, onde se sentissem confortáveis para discutir ideias e planos de ação. O nosso território está muito degradado, precisa de mais espaços naturais, de ser mais limpo e de ter mais espaço para a biodiversidade. Adicionalmente, muitos jovens ainda têm comportamentos que não podem continuar, como não separar o lixo ou comprar muitas coisas desnecessárias, ou vivem em famílias sem este tipo de preocupações. Conhecer outros projetos liderados por jovens inspirou-nos a criar este projeto e tentar unir os jovens em torno do ambiente, e agir localmente, onde vivemos, contribuindo para resolver grandes desafios globais.


3. A tua Solução: Como é que estás a planear resolver este problema?

Os problemas ambientais afetam toda a gente. O que propomos não é uma solução milagrosa, mas algo que acreditamos ser um contributo grande para ajudar a resolver problemas ambientais. Se todos os jovens de Lousada se envolvessem, toda gente beneficiaria. Propomos o seguinte plano: Criar um Conselho de Jovens pelo Ambiente, com pelo menos um jovem de cada escola com 2º, 3º ciclo ou secundário; Criar debates e discussões do Conselho para propormos atividades e formas de ajudar o ambiente; Implementar iniciativas de sensibilização/informação “entre pares”, para mobilizar mais jovens; Organizar atividades ambientais divertidas que atraiam mais jovens, como plogging, plantações de árvores ou mesmo acampamentos ambientais!; Desenvolver um inquérito a preencher por todos os jovens do concelho; Criar atividades ambientais de acordo com as motivações e interesses detetados no inquérito; Reunir com a Câmara Municipal para apresentar problemas a resolver e formas de colaboração com os jovens; Fazer eventos públicos de informação ambiental, em que seriam os jovens a dar o exemplo. Já pedimos ajuda aos nossos professores e no BioEscola e é possível implementar tudo isto.



4. O Factor X: O que é que a tua ideia tem de diferente, em relação a outros programas ou soluções que já existem?

Esta proposta é diferente porque não pretende criar uma campanha limitada no tempo: vamos criar uma ação transformadora que o seja de facto, com resultados duradouros! Se os jovens colaborarem, Lousada terá melhor ambiente sempre! E se todos dermos o exemplo, podemos influenciar também as crianças e famílias. Temos aprendido tanto sobre o ambiente, temos informação, materiais e profissionais que nos vão ajudar - não estamos sozinhos. E para organizar algo tão difícil, que é fazer os nossos colegas sair da sua zona de conforto, precisamos de ajuda e de meios para conseguir implementar tudo.

5. Vais trabalhar em equipa? Se sim, coloca o nome e email dos restantes membros na linha em branco.

  • Sim
  • ines02247@gmail.com;humbertobessa143@gmail.com;joana.pinto.22j@gmail.com;ana.maquelina@gmail.com

6.1. Em que distrito resides?

  • Distrito do Porto

6.2 E em que cidade, vila ou aldeia resides?

Meinedo, Lousada

7.1. Onde esperas implementar o projeto?

  • Distrito do Porto

7.2. Em que aldeia, vila ou cidade pretendes implementar o projeto? Porquê aí?

Queremos implementar este projeto em todo o Concelho de Lousada, fazendo chegar as iniciativas a todas as escolas com 2º, 3º ciclo e secundário, por via do programa BioEscola e em colaboração com a Câmara Municipal. Este programa abrange todas as escolas do concelho e já dinamiza muitas atividades extracurriculares de cidadania ambiental, mas os alunos apenas se envolvem quando os professores levam as turmas. Queremos organizar um movimento de jovens independente dos professores, com ações aplicáveis a todo o concelho, consoante a realidade de cada zona/freguesia.

8. Impacto esperado: qual a mudança que esperas que a tua ideia provoque nas pessoas que vai servir?

Lousada é o concelho mais jovem de Portugal continental. Se todos os jovens se mobilizassem na defesa do ambiente, teríamos um melhor concelho, mais saudável e limpo, para todos! Os jovens têm uma enorme potencial de influenciar toda a comunidade, se derem o exemplo nas suas famílias e grupos de amigos, toda a comunidade pode mudar para melhor. Mas têm de ser contextualizados e perceber que cuidar da natureza é necessário mas também divertido e “fixe”. Queremos viver numa comunidade mais alerta e participativa nos desafios globais e locais!



9.1. No último ano, fizeste algo para responder a um problema social ou ambiental, no teu contexto?

  • Sim

9.2. Qual das seguintes afirmações descreve melhor o tipo de iniciativa que tiveste?

  • Trouxe uma ideia ou movimento que já existia para a minha família, comunidade, escola ou empresa. Exemplos: Encorajei amigos/família a começar a reciclar, instalei baldes do lixo para reciclagem na comunidade local, comecei um clube para ensinar raparigas a escrever código no computador, liderei campanhas para informar eleitores, organizei um workshop ou evento comunitário sobre um tema que me preocupa/move, etc.

9.3. Estás a apoiar outros a serem agentes de mudança de alguma das formas aqui descritas?

  • Organizando comunidades
  • Juntando pessoas
  • Dando oportunidades de voluntariado
  • Sensibilização de agentes políticos
  • Inspirando e dando o exemplo

10. Se um amigo ou colega te motivou a participar, escreve aqui o seu nome e email.

Pedro Sá, da equipa BioEscola - pvsdsa@gmail.com

11. Edição de Ideias // Definição de Pressupostos

12. Edição Ideias // Plano para de Ação para Validação de Pressupostos

13. Depois deste tempo a validar os pressupostos que definiste, queres alterar o problema, a solução, o factor X ou qualquer outro ponto da ideia que inicialmente propuseste?

  • Sim

13. a) Quero alterar os seguintes elementos:

  • Problema
  • Solução
  • Factor X

13 b) PROBLEMA - reformulação

Após conversa com o mentor e primeiros testes de implementação, tomámos consciência da maior relevância de dois dos três pressupostos, inicialmente propostos: O problema ambiental (as beatas dos cigarros como um perigo ambiental de risco) e o problema logístico (a falta de soluções práticas para prevenir este desperdício), visto que a sua concretização nos parece mais evidente e urgente. Ao constatar o problema ambiental das beatas e trabalhar na logística quase nula para a sua redução, conseguiremos abrir caminho para uma maior visualização e consciencialização do perigo que este poluente representa. Por essa razão somos da opinião de que a abordagem ao problema social estará sempre presente nos outros dois problemas, visto que será sempre um dos objetivos do projeto. Para diminuir o número de beatas deitadas para o chão e, consequentemente, reduzir os riscos deste poluente no meio ambiente, a nossa missão passará pela sensibilização da sociedade e, em particular, dos fumadores.

13. c) SOLUÇÃO - reformulação

Ao centrar o nosso projeto no problema ambiental e no problema logístico, consideramos que a sensibilização dos fumadores e demais população (problema social) acabará por estar presente nas atividades relacionadas com as campanhas de atuação, que visam a mudança de mentalidade e atitude para a redução do desperdício das beatas no solo e, consequentemente, a diminuição da poluição.

13. d) FACTOR X - reformulação

Pelo facto de nos centrarmos nos dois problemas acima mencionados, teremos que reformular um pouco o nosso fator X, mantendo o objetivo do mesmo: envolver os jovens da nossa comunidade/escola na luta contra este lixo urbano, tentando que estes sejam elementos cruciais na mudança. Por esse motivo, o problema social será integrado no problema logístico, ou seja, a mobilização da comunidade através do apelo dos jovens em busca de soluções conjuntas.

13. e) OUTRAS ALTERAÇÕES / DESCOBERTAS

Aprendemos que para implementar um projeto é essencial torná-lo objetivamente exequível e compreensível para todos. A apresentação aos alunos da nossa escola foi relevante para a implementação do nosso projeto. O facto de conseguirmos o seu apoio fez-nos sentir que era viável e motivador. A formação que tivemos sobre o tema do nosso projeto, “As beatas dos cigarros”, permitiu-nos adquirir o conhecimento e as ferramentas para avançar com mais organização e continuar a nossa missão no incentivo da comunidade para o combate a este desperdício. Os tempos de pandemia que estamos a atravessar não facilitam o trabalho conjunto ou a mobilização de campanhas para a realização de algumas atividades, contudo acreditamos que aos poucos vamos conseguindo tornar este projeto numa missão concretizável e de extremo valor.

1 comment

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Inês Leal
Team

Como amante da natureza vejo esta ideia com muitos bons olhos :)
O inquérito vos permitirá estar mais próximo das necessidades e dúvidas dos jovens.
Relativamente ao movimento de jovens ser independente dos professores me parece uma mais valia, até como forma dos jovens não olharem para as atividades como curriculares. Não sei se já pensaram nisto, mas atendendo aos jovens do ensino básico e secundário habitualmente serem menores de idade proponho que tenham jovens que sejam maiores de idade nas atividades e que possam dar algum apoio burocrático e/ou de segurança e em que os mais novos sintam que têm alguém em quem possam confiar e se sintam de igual para igual por terem pouca diferença de idades.
Deixando esta sugestão, desejo que este projeto se concretize! Parabéns Equipa Ambiente Jovem!