MerkelArt

Rodas grupais para reflexão da população em geral interligando conceitos emocionais com racionais através de atividades artísticas plásticas

Photo of Inês Leal
30 58

Written by

A que faixa etária pertences?

  • Tenho entre 18 e 25 anos

Termos e Condições Desafio Gulbenkian 25 sub 25

  • Sim, li e estou de acordo

Lista de verificação de elegibilidade

  • Na Ashoka, definimos agente de mudança como qualquer pessoa que se põe em acção para responder a um determinado problema, activa outros, e trabalha no sentido de encontrar soluções para o bem de todos. Se te consideras um(a) jovem agente de mudança assinala esta caixa.
  • Terás entre os 13 e os 25 anos em 7 de Outubro de 2020.
  • A tua ideia será implementada em território português.
  • Confirma que dás o teu consentimento para que possamos dar visibilidade ao teu projeto e percurso neste desafio, nas redes sociais.
  • Confirma que tens o direito de usar ou partilhar qualquer conteúdo que tenhas colocado neste formulário de candidatura.

Em que projeto das Academias Gulbenkian do Conhecimento estás a participar?

  • IPL – Gym2bKind

Qual o mês e ano em que nasceste?

Set-1998

Com que género te identificas?

  • Feminino

Website ou perfis de redes sociais

https://www.facebook.com/MerkelArt

Nas próximas nove perguntas irás apresentar a tua Ideia Criativa e Transformadora! 1. O Problema: Qual o problema que estás a contribuir para resolver?

Um desafio à coesão social e à cidadania é o desemprego. Este problema existe porque não existem igualdade de oportunidades para todas as pessoas no acesso à educação, trabalho e participação social. As pessoas que possuem baixas competências pessoais e sociais são mais afetadas no que diz respeito às oportunidades de emprego. É importante resolver este problema, porque o desemprego tem impacto global: na saúde do desempregado, na sua família, na sobrecarga económica da sociedade, entre outros.

2. Motivação: O que te motivou a querer resolver este problema?

Desde pequena que gostava de pintura e desenho (Artes), mas também de experiências (Ciência). Com o tempo, fiz várias escolhas, umas na área científica outras na área artística, mas sentia-me incompleta em cada uma das áreas isoladamente. Senti-a que a minha imaginação estava a ser limitada pela forma como o mundo se desenvolvia, eu precisava de tempo para refletir sobre “O que eu venho entregar ao mundo?”.

Então, aos 20 anos eu pintei um quadro diretamente com os dedos devido à mensagem “diminuir a distância entre mim e a tela, conectar-me diretamente com a pintura”. Foi uma experiência transformadora, e através dessa tela compreendi que na Vida tudo está interligado (Arte e Ciência)!

Assim, decidi criar uma Página de Facebook para partilhar com a população em geral conhecimento de ligação entre o Emocional e o Racional de cada um, de forma a conduzir cada pessoa a estados de reflexão sobre “quem são” e sobre “quem são os outros”. Nas descrições das publicações, a Ciência e a Arte partilham o mesmo espaço, sendo o ser humano na sua multiplicidade de diferenças a personagem principal.

3. A tua Solução: Como é que estás a planear resolver este problema?

Para fazer face ao desconhecimento das competências do ser humano (“quem são”) e das realidades, condições de saúde e contextos das pessoas ao redor pela população em geral desenhei o projeto MerkelArt – a arte das pontas dos dedos.

Este projeto pretende oferecer aos adultos um conteúdo inovador com aplicabilidade no dia-a-dia de cada um, através de aulas presenciais, em contexto de rodas grupais, num formato descontraído e interativo, com 3 momentos distintos:

1. apresentação e explicação de conteúdos, relacionados com temas de neurociência, condições de saúde e desenvolvimento pessoal, de forma dinâmica;

2. atividades artísticas (desenho ou pintura), experienciando através do tato os conteúdos apresentados no ponto 1.;

3. momento de discussão e reflexão entre participantes.

A base das soluções da MerkelArt são a pesquisa de conteúdos de Arte e Ciência e interligação dos mesmos para formar histórias diferentes, exploração de várias metodologias de artes plásticas e criação de dinâmicas reflexivas grupais.

4. O Factor X: O que é que a tua ideia tem de diferente, em relação a outros programas ou soluções que já existem?

Os programas atuais de apoio ao emprego (IEFP) incluem estágios profissionais, contratos de emprego-inserção e apoios ao empreendedorismo. Estes programas não capacitam as pessoas para o desenvolvimento de competências pessoais e sociais essenciais para terem e se manterem num emprego. Assim, a ideia das sessões MerkelArt dá resposta a essa lacuna, sendo diferente em relação às atividades que desenvolve, por interligar conceitos Científicos com a experimentação prática Artística, numa abordagem holística à pessoa. Esta pretende colaborar com os programas vigentes de apoio ao emprego.

5. Vais trabalhar em equipa? Se sim, coloca o nome e email dos restantes membros na linha em branco.

  • Sim
  • Procuro jovens nas áreas: artes plásticas; neurociências; desenvolvimento pessoal e serviço social

6.1. Em que distrito resides?

  • Distrito de Leiria

6.2 E em que cidade, vila ou aldeia resides?

Mata Mourisca, Concelho Pombal

7.1. Onde esperas implementar o projeto?

  • Distrito de Coimbra

7.2. Em que aldeia, vila ou cidade pretendes implementar o projeto? Porquê aí?

O projeto seria implementado na Figueira da Foz, uma vez que este é o município da Região de Coimbra com a “evolução mais grave e preocupante” em relação aos efeitos da Pandemia por Covid - 19 no desemprego. Além disso, um dos objetivos estratégicos do Município da Figueira da Foz é o fortalecimento do empreendedorismo, procurando implementar um conjunto de iniciativas que visem a criação de emprego e inovação de serviços, essenciais para o reforço socioeconómico da região. Nesse sentido, o projeto MerkelArt poderá representar uma forma complementar às soluções já existentes no Município.

8. Impacto esperado: qual a mudança que esperas que a tua ideia provoque nas pessoas que vai servir?

Pessoas que tenham acesso à ideia por se conhecerem melhor, saberem interagir melhor consigo e com as pessoas ao redor vão ter mais facilidade em ter um emprego. Assim, a implementação da ideia em espaços já existentes na Figueira da Foz de apoio ou criação do próprio emprego fará com que o desemprego, pelas pessoas terem baixas competências pessoais e sociais, diminua. A comunidade mais predisposta a entrar em ideias "fora da caixa" provavelmente acolheria a ideia. Já para as pessoas menos recetivas será importante a sensibilização para um mundo em evolução onde são precisas novas abordagens.

9.1. No último ano, fizeste algo para responder a um problema social ou ambiental, no teu contexto?

  • Sim

9.2. Qual das seguintes afirmações descreve melhor o tipo de iniciativa que tiveste?

  • Apoiei uma campanha ou movimento, já existente, de outra pessoa, ou reagi diretamente ao problema perto de mim. Exemplos: Assinei uma petição, juntei-me a um protesto ou manifestação, ensinei a língua local a refugiados, fiz voluntariado numa casa de acolhimento para sem-abrigo, doei comida/roupa aos sem-abrigo, etc.
  • Trouxe uma ideia ou movimento que já existia para a minha família, comunidade, escola ou empresa. Exemplos: Encorajei amigos/família a começar a reciclar, instalei baldes do lixo para reciclagem na comunidade local, comecei um clube para ensinar raparigas a escrever código no computador, liderei campanhas para informar eleitores, organizei um workshop ou evento comunitário sobre um tema que me preocupa/move, etc.
  • Levei mais longe uma ideia ou modelo de negócio para começar a minha própria iniciativa que ajuda a resolver um problema. Exemplos: Comecei uma plataforma de crowd-funding, organizei campanhas para distribuir comida a sem-abrigo, comecei um negócio social de micro-finanças, fundei uma empresa para garantir acesso à internet para comunidades com dificuldades de acesso, etc.

9.3. Estás a apoiar outros a serem agentes de mudança de alguma das formas aqui descritas?

  • Juntando pessoas
  • Contando histórias /Usando os Meios de Comunicação
  • Ligando pessoas/grupos que de outra forma não se conectariam

11. Edição de Ideias // Definição de Pressupostos

12. Edição Ideias // Plano para de Ação para Validação de Pressupostos

Em anexo

30 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Marta Santos
Team

Penso que é uma excelente ideia, mas preocupo me com a receptividade da população adulta. Talvez podia ser também direcionada para jovens e crianças como forma de divertimento e aprendizagem, para os incentivar e cultivar o gosto pelas artes e pelas ciências? As conversas poderiam não ser sobre temas tão densos, mas sobre factos científicos, etc

Spam
Photo of Inês Leal
Team

Muito agradecida pelo teu comentário Marta. A ideia seria primeiro aplicar a ideia num espaço onde os participantes já se interessam por arte (Magenta) e isso poderia funcionar como um fator motivador para a sua adesão. Mas para quem não tenha essa predisposição teria de se adaptar a abordagem também à personalidade de cada um e aos seus gostos. É algo que necessita de investigação. Quanto a direcionar para jovens e crianças é uma ideia a ponderar e que poderá vir a ser construída. Agradeço a sugestão :)

View all comments