Unidos lutaremos contra a violência doméstica

Este projeto tem como objetivo principal o empoderamento e a Independência das vitimas de violência doméstica

Photo of Diana
5 18

Written by

A que faixa etária pertences?

  • Tenho entre 18 e 25 anos

Termos e Condições Desafio Gulbenkian 25 sub 25

  • Sim, li e estou de acordo

Lista de verificação de elegibilidade

  • Terás entre os 13 e os 25 anos em 7 de Outubro de 2020.

Em que projeto das Academias Gulbenkian do Conhecimento estás a participar?

  • ECOGERMINAR - com Escola Superior de Educação de Castelo Branco e Instituto Politécnico da Guarda

Qual o mês e ano em que nasceste?

3 de novembro

Com que género te identificas?

  • Feminino

Nas próximas nove perguntas irás apresentar a tua Ideia Criativa e Transformadora! 1. O Problema: Qual o problema que estás a contribuir para resolver?

A violência doméstica acontece sempre que o agressor/ ofensor considera que o seu abuso é aceitável e improvável de ser reportado devido ao facto de as vítimas estarem encurraladas devido à falta de recursos financeiros, medo, vergonha e até mesmo para tentar proteger os filhos. Geralmente o mais afetado por ele são as mulheres. É importante que estas não tenham medo de acusar os agressores e se sintam protegidas e seguras para os denunciarem.

2. Motivação: O que te motivou a querer resolver este problema?

Quando estava a realizar um trabalho na faculdade reparei que todos os projetos realizados nesta problemática centravam-se essencialmente na consciencialização e sensibilização das vitimas, não havendo um projeto de empoderamento das vitimas

3. A tua Solução: Como é que estás a planear resolver este problema?

Este projeto vai ser realizado por mulheres que já tenham sido vitimas de violência doméstica de modo a ajudar outras mulheres que estejam na situação que elas já tiveram. Estas mulheres como já passaram pelo mesmo têm a noção e a perceção das necessidades e dos medos que as vitimas possuem. 

Este projeto tem como principal objetivo reduzir os índices de violência doméstica contra a mulher, implementar uma política de proteção às vítimas visando a promoção da justiça e da equidade social e auxiliar mulheres vítimas de violência doméstica através do acolhimento psicológico e jurídico e de ajuda para uma possível recolocação profissional. Apesar de já existir estes projetos como eu vivo numa zona rural tenho a perceção que como as pessoas na zona rural estão mais isoladas têm receio de denunciar esta situação.

4. O Factor X: O que é que a tua ideia tem de diferente, em relação a outros programas ou soluções que já existem?

Em relação a muitos projetos que se centram essencialmente na consciencialização e sensibilização das vitimas, este projeto pretende empoderar as vitimas através de outras mulheres que já tenham sido vitimas. Como estas mulheres já passaram pelo mesmo pretendem contribuir para que outras mulheres também se sintam bem

5. Vais trabalhar em equipa? Se sim, coloca o nome e email dos restantes membros na linha em branco.

  • Sim
  • Sofia Costa: Soficosta16@gmail.com ; Ana Rute : anaruteinacio99@gmail.com

6.1. Em que distrito resides?

  • Distrito de Coimbra

6.2 E em que cidade, vila ou aldeia resides?

Resido na aldeia de São Gião que pertence ao distrito de Coimbra

7.1. Onde esperas implementar o projeto?

  • Distrito de Coimbra

7.2. Em que aldeia, vila ou cidade pretendes implementar o projeto? Porquê aí?

Como resido numa aldeia tenho a perceção que existe muitas pessoas que são vitimas de violência doméstica mas que devido ao facto de não se sentirem protegidas e não conheceram nenhum apoio não o denunciam.

8. Impacto esperado: qual a mudança que esperas que a tua ideia provoque nas pessoas que vai servir?

Pretendo que todas as pessoas, principalmente as mulheres que são vitimas de violência doméstica se sintam seguras e que não tenham medo de denunciar as situações de violência. 

Pretendo que estas mulheres se sintam apoiadas em todos os momentos e em todas as etapas de combate à violência doméstica 

9.1. No último ano, fizeste algo para responder a um problema social ou ambiental, no teu contexto?

  • Não

9.2. Qual das seguintes afirmações descreve melhor o tipo de iniciativa que tiveste?

  • Apoiei uma campanha ou movimento, já existente, de outra pessoa, ou reagi diretamente ao problema perto de mim. Exemplos: Assinei uma petição, juntei-me a um protesto ou manifestação, ensinei a língua local a refugiados, fiz voluntariado numa casa de acolhimento para sem-abrigo, doei comida/roupa aos sem-abrigo, etc.
  • Trouxe uma ideia ou movimento que já existia para a minha família, comunidade, escola ou empresa. Exemplos: Encorajei amigos/família a começar a reciclar, instalei baldes do lixo para reciclagem na comunidade local, comecei um clube para ensinar raparigas a escrever código no computador, liderei campanhas para informar eleitores, organizei um workshop ou evento comunitário sobre um tema que me preocupa/move, etc.

9.3. Estás a apoiar outros a serem agentes de mudança de alguma das formas aqui descritas?

  • Organizando comunidades
  • Juntando pessoas
  • Dando oportunidades de voluntariado
  • Dando ferramentas ou infraestruturas
  • Ligando pessoas/grupos que de outra forma não se conectariam

10. Se um amigo ou colega te motivou a participar, escreve aqui o seu nome e email.

Sofia Costa : soficosta16@gmail.com Ana Rute Inácio : anaruteinacio99@gmail.com

11. Edição de Ideias // Definição de Pressupostos

5 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Marta Santos
Team

É uma ótima ideia, apenas me preocupo que, no início, as vítimas sofram de abusos maiores por se sentirem empoderadas!

View all comments