Instituto Armazém Ameríndia

Transformar um restaurante/casa em um Instituto para desenvolvimento social: etnoturismo, gastronomia, fitoterapia, agroecologia e artes.

Photo of Eduardo Passos
21 14

Written by

Nome completo do(a) representante do projeto

Eduardo Vieira Passos

E-mail

eduufopnutri@yahoo.com.br

Nacionalidade

Brasileira

Gênero

  • Masculino

Data de Nascimento

6061976

Sede da organização (UF)

  • Pará

Site da organização

https://app.menudino.com/amerindia

Mídias sociais da organização

https://instagram.com/armazemamerindia https://www.facebook.com/armazemamerindia

Data em que você iniciou o projeto

Horta Comunitária 10/2016. Restaurante Armazém Ameríndia 10/2018.

Estágio do projeto

  • Em crescimento (passaram das primeiras atividades; trabalhando para o próximo nível de expansão)

Elegibilidade I: Você atende a todos os critérios de elegibilidade?

  • Sim, eu tenho mais de 18 anos de idade.
  • Sou brasileira/o ou estrangeira/o residente no Brasil.
  • Tenho atuação direta e comprovada no projeto.
  • Não sou funcionário nem familiar de funcionários da Ashoka e da CTG Brasil.

Elegibilidade II: O projeto inscrito:

  • É um projeto já implementado e posso comprovar nas respostas, fotos e documentações a serem apresentadas nesta inscrição..
  • É um projeto que tem como foco pelo menos dois (2) dos quatro (4) pilares do turismo sustentável (social, cultural, ambiental e econômico) descritos na seção "Escopo e áreas de foco".

Ao se inscrever, você concorda que possamos apresentar seu trabalho nas mídias sociais e outras publicações da Ashoka e CTG Brasil, relacionadas ao Desafio?

  • Sim, eu concordo.

1) Viagem pessoal: qual a história por trás da decisão em iniciar este projeto?

Sou nutricionista e gestor, nasci em uma cidade voltada para o turismo, Ouro Preto-MG. Vejo que a devastação causada pelo sistema de consumo alimentar trás desequilíbrio. Meu projeto busca alternativas para mudança de hábitos de consumo e consequentemente a cadeia. Este modelo de agricultura e pecuária, que é a produção de alimentos em si, superou a capacidade de regenerar do planeta. Utilizar os recursos vegetais em equilíbrio com o ecossistema de modo a permitir a regeneração progressiva e cíclica do meio ambiente. Fomentar uma mudança no hábito alimentar, implantar estratégias, atrair o sistema publico para ações ecológicamente necessárias. Estou ligado ao turismo, trabalhei em hotelaria e restaurantes em Ouro Preto/MG e Porto de Galinhas/PE, sempre fazendo: seminários, cursos...O objetivo é ser pioneiro em turismo na região e promover cursos. Cabe a vanguarda para quem tem vocação e dedicação. Acredito no Turismo como motor de sensibilização e mudança para uma sociedade melhor.

2) O problema: que problema você está ajudando a resolver?

Nós do Ameríndia pensamos no turismo associado a produção de alimentos e à regeneração florestal; almejamos um sistema de produção complexo e biodiverso, que reproduza a dinâmica e os processos naturais das florestas tropicais; sabemos que os serviços ambientais produzidos pelas árvores podem regenerar sistemas de produção e melhorar meios de vida em todos os âmbitos sociais. Acreditamos na disseminação do conhecimento agroflorestal de forma acessível, desmistificada.

3) Sua solução: como seu projeto responde a esse problema? Compartilhe sua abordagem específica.

Acreditamos em uma produção de alimentos limpa, transparente e diversa, que difunda a diversidade através do resgate de cultivos e sistemas de produção ancestrais e na qualidade nutricional intrínseca dos alimentos. Acreditamos em uma cadeia de produção inclusiva, transparente e distribuída, na qual o produtor seja dignamente recompensado pelo seu trabalho, a sociedade compreenda o seu valor e o preço do produto final seja acessível a todas as esferas sociais Acreditamos na diminuição da energia e desperdícios na produção, colheita, armazenamento, beneficiamento e distribuição de alimentos. Acreditamos sobretudo, na soberania alimentar nacional através de uma agricultura integrada, tecnológica e de cunho agroflorestal em essência.

4) Que tal incluir um vídeo sobre sua iniciativa?

Vivência em Sistema Agroflorestal. Educação Ambiental aliando ao turismo com vivência em comunidades tradicionais, conhecendo sobre a diversidade da Amazônia, principalmente: Açaí, Castanhas, Maniçoba, Cupuaçu, Bacuri, Murici, Caju, Ingá, Biriba, Pupunha, Bacaba, Pimentas regionais, Peixes diversos, Variedade de Farinhas (casas de farinha).

5) Atividades: Destaque as principais atividades que você realiza no dia-a- dia do seu projeto.

Como nutricionista e influenciador nas mídias sociais, atuo incentivando alimentação natural, alertando sobre os riscos à saúde de uma alimentação processada e ultraparocessada. Implantamos hortas nas aldeias e na cidade, sempre dando apoio a pequenos agricultores. Divulgando ações e promovendo a cultura ecológica. Nosso restaurante produz a maioria dos pratos da vasta culinária regional, temos experiência em coletar Açaí e outras frutas fazer polpas, “vinhos“ e licores. Misturando hortaliças locais como Jambu, Chicorea do Pará, Alfavaca, baba timão, cascas de árvores. O restaurante tem pratos sofisticados, petiscos e drinks com características locais. Valorizamos a culinária paraense em uma cidade colonizada por sulistas. Temos em nossa equipe fixa (esposa) conhecimento e prática em bandas de músicas paraenses: Carimbó, Zurk, Cumbia, Lambada, fazemos apresentações musicais no restaurante. Ao lado do restaurante fica a Horta e um senhor especialista em reaproveitamento de materiais.

6) Inovação: Qual inovação sua iniciativa está desenvolvendo ou adaptando para solucionar problemas na área do turismo? Como se diferencia de outras iniciativas no setor?

A inovação da minha iniciativa é levar meios e recursos de empoderamento para as comunidades tradicionais, sendo através do turismo sustentável atrelado à valorização das práticas já existentes nessas comunidades. Essa iniciativa se diferencia principalmente pela instrução que é dada a essas populações, mostrando como combinar corretamente as suas atividades características para que contribuam cada vez mais em uma alimentação rica, saudável e diversa. Além disso, fornecemos meios para que obtenham de forma tradicional, uma renda extra que contorne às necessidades de cada integrante da comunidade, conectando essas populações ao mercado local, instruindo-os a cultivar suas práticas dentro da atividade agroflorestal, preconizando a sustentabilidade e necessidades da fauna e flora nativa. Melhorando diretamente as condições de saúde e sobretudo a vida de 1800 indígenas desta parte da Amazônia.

7) a) Pilares do Turismo sustentável: Quais dos seguintes pilares do Turismo Sustentável o seu projeto contempla?

  • Social - iniciativas que melhorem a qualidade de vida das comunidades envolvidas, que sejam capazes de contribuir em aspectos da educação, saúde, articulação social, diversidade e atuação das comunidades.  
  • Cultural - iniciativas que valorizem as identidades e culturas locais, a preservação das histórias e os saberes tradicionais.  
  • Ambiental - iniciativas que reduzam o impacto ambiental, que ofereçam soluções de compensação, que cuidem da conservação e do uso de recursos naturais, que se proponham a regenerar áreas degradadas e que promovam educação e sensibilização ambiental.     
  • Econômico - iniciativas que atuem a partir da proposta de desenvolvimento local, que gerem emprego e renda localmente, que valorizem fornecedores locais, que construam parcerias e que fortaleçam redes de produção e serviços junto a outros agentes locais.  

7) b) Pilares do Turismo Sustentável: explique como os pilares que sinalizou na pergunta anterior estão presentes na implementação do seu projeto.

Tendo em vista o caráter do projeto, contemplamos os 4 pilares de tal forma que: Social - as nossas iniciativas de turismo sustentável atrelado à agrofloresta, tendem a melhorar a qualidade de vida das comunidades envolvidas, otimizando a interação e união entre os diversos moradores em prol da valorização de suas práticas, além disso, contribuindo para educação, saúde e variedade de saberes, sendo que qualquer tipo de atividade é levada em consideração para melhor integração da comunidade como um todo. Cultural - incentivamos diretamente a valorização das práticas culturais, ritualisticas ancestrais e históricas, informando os visitantes sobre a importância da permanência de cada atividade devido a implicação das mesmas na saúde, na educação e principalmente na relação harmoniosa. Ambiental - As nossas atividades como turismo agroflorestal preconizam a redução do impacto ambiental, oferecendo soluções de compensação, que se proponham a regenerar áreas degradadas e que promovam educação e sensibilização ambiental. De modo que, respeitem o tempo da natureza e a sua capacidade de produção, salientando a possibilidade de viver em comunhão com as espécies nativas, respeitando as necessidades de todo o ecossistema Econômico - Possuímos iniciativas que atuam a partir da proposta de desenvolvimento local, associadas às atividades já praticadas pelos povos locais, buscando a geração de empregos, através do artesanato e da venda de produtos orgânicos, como o cacau.

8) Impacto: quais impactos seu projeto causou até agora? Considere impactos internos na estabilidade da sua organização e externos em relação ao pilares do turismo sustentável, utilize dados

Os impactos internos do nosso projeto giram em torno da renda e da interação de cada integrante. Sendo assim, com o controle da produção de cacau, e conexão do mesmo com o mercado consumidor, atendemos 28 aldeias, totalizando 1800 pessoas, de forma que a renda obtida depende diretamente da procura pelo produto. Tendo em vista o aspecto ambiental, a produção foi otimizada através da introdução das práticas de agrofloresta, incluindo tratamento do solo e preservação da mata nativa. A nossa horta comunitária se localiza na cidade, e foi tema de uma reportagem do estado do Pará, acontecimento que incentivou outras iniciativas sustentáveis num espectro mais amplo do que somente municipal. Ao todo, são 15 famílias atendidas pelos orgânicos produzidos na horta. O restaurante que utilizava como materia prima para os pratos os produtos cultivados por comunidades locais, possibilitou quebra de paradigmas e apreciação de pessoas visitantes na cidade da cultura amazônica. As redes sociais do Armazém Amerindia tem milhares de seguidores que recebem diariamente conteúdos diversos com temas de ecologia, povos indígenas, da cultura brasileira e assuntos de interesse mundial.

9) Estratégias de crescimento: Quais são seus planos para fomentar o crescimento de sua iniciativa?

Nossas estratégias de crescimento visam entrar em contato com um maior número de comunidades para que possam se beneficiar das nossas iniciativas. Desse modo, buscamos inovar sempre nossas atividades, sendo assim, futuramente iremos implementar um sistema de vendas online em nossas redes sociais, principalmente para a comercialização dos artesanatos fabricados em grande parte pelas mulheres indígenas. Além disso, estaremos avançando com o projeto para a execução de oficinas, cursos e seminários que tendem a atrair um público maior, buscando a expansão e difusão dos saberes de cultivo agroecológico, além da transmissão dos saberes indígenas.Temos interesse de difundir tudo através de nossas redes sociais, buscando apoio de entidades que tem maior alcance, além de parcerias com as instituições locais de saúde indígena e etc.

10) Colaboração: como a sua iniciativa colabora com outros atores (governos, universidades, empresas, associações da sociedade civil) para fazer a diferença? Você realiza alguma parceria?

Temos a Secretaria de Agricultura de Paragominas, pequenos produtores, artistas locais, Sesai-Polo/Paragominas, Funai-Marabá, NEA (núcleo de estudos em Agroecologia) UFRA, Câmara Municipal de Paragominas, HORTIZON, Associação de moradores.

11) Inspirar novos agentes de transformação: você tem influenciado outras organizações e pessoas a se envolverem no seu projeto e/ou a se preocuparem com o Turismo Sustentável? Se sim, como?

Influenciamos os povos indígenas, a comunidade paragominense e os 4.000 seguidores das nossas redes sociais, espalhados no mundo, todos que acompanham nossa rede social, ativa e em crescimento. Prêmio UFRA sustentável: Disseminação de Tecnologias para Agricultura Familiar com Bases Agroecológicas, coordenado pela professora Dra Luciana Borges, foi premiado na categoria extensão na semana do meio ambiente na UFRA, campus Paragominas. No ano de 2019, para contemplar todas ações de extensão executadas pelo grupo HORTIZON e NEA, foi cadastrado na PROEX UFRA, como um programa de extensão. Links Facebook: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2103485223272894&set=a.1380632668891490&type=3 https://www.facebook.com/1548922195395262/posts/2575932019360936/?extid=XL8UAQeYzVD4wUxG&d=n https://www.facebook.com/1548922195395262/posts/2224625914491550/?extid=tPYbxJnEmjNpcN0t&d=n https://www.facebook.com/100008343097183/posts/2091469331141150/?extid=nUKLJwFBCAONVIRd&d=n

12) a)Quais dos seguintes recursos sua organização obteve até o momento?

  • Suporte de amigos
  • Apoio da família
  • Vendas
  • Mentores / conselheiros
  • Participação em programas de incubação e aceleração
  • Prêmios
  • Somos parceiros e incubadores de projetos da escolas ensino básico, graduação e pós graduação.

12) b) Planejamento Financeiro: como você planeja financiar o seu projeto a curto, médio e longo prazo?

20% de serviços 50% de investimentos 30% de editais

12) c) Quanto você já investiu no seu projeto para a operação deste ano?

  • Investimento entre R$50.000 e R$100.000

12) d) Qual é o orçamento necessário para o funcionamento do seu projeto durante 1 ano?

  • acima de R$ 50.000

13) Equipe: qual é a atual composição da sua equipe (papéis, qualificação, tempo integral x temporários, etc)? Como essa composição se transformará no futuro do seu projeto?

01 Nutricionista, 01 Administrativo, 01 Cozinheiro Precisamos de 1 agente de turismo e 2 agente de campo. Esporádicos, a comunidade das 28 aldeias da região com indígenas das etnias: Tembé, Ka’apor, Guajajara, Timbira, Amanaye, Munduruku e as comunidades quilombolas e ribeirinhas irão participar.

14) Diversidade na equipe: descreva a diversidade de sua equipe e inclua informações sobre a distribuição de cargos.

1 Gerente (Gestão) 1 Analista Administrativo (Rotina de operação) 1 Agente de turismo (Vendas) 2 Agentes de campo (Suporte em área de visitação e com experiência em técnicas de agrofloresta) 1 Cozinheiro (Especialista em culinária regional) A equipe fixa e esporádica será composta prioritariamente de estudantes, ou não, indígenas locais, desaldealdos. Dependendo da demanda e disponibilidade

15) a) Diversidade do público de sua iniciativa: o seu projeto tem como foco específico algum dos seguintes grupos?

  • Comunidade de pessoas com deficiência
  • Minorias étnicas
  • Comunidade negra
  • Comunidade de baixa renda
  • Comunidade LGBTQIA+
  • Comunidade rural
  • Comunidade periférica
  • Comunidade indígena
  • Comunidade quilombola
  • Outra Comunidade Tradicional
  • O projeto não tem como foco comunidades em situação de vulnerabilidade específica.
  • Mulheres indígenas, ribeirinhas, da zona rural e estudantes de diversas idades.

15) b) Diversidade de público da iniciativa: Dê exemplos reais de como o seu projeto está conseguindo impactar todos os grupos que você indicou na pergunta anterior.

Estudantes desde a educação básica. O Ameríndia, através em parceria com a IFPA-Paragominas, NEA, (Núcleo de Estudos em Agroecologia/UFRA), HORTIZON (Grupo de Pesquisa em Horticultura Amazônia da UFRA), fomos incubadores de projeto de Mestrado em Educação em Saúde na área de Assistência Social em 2019, atualmente somos novamente incubadores "Desenvolvimento e manutenção de hortas em áreas periurbanas de Paragominas”. https://www.facebook.com/1068984539786498/posts/2249043748447232/?extid=OCLSrPNaQ2HixW18&d=n https://www.facebook.com/1068984539786498/posts/2181006781917596/?extid=UcGC5avg35WbT9MG&d=n https://www.facebook.com/1068984539786498/posts/2169298003088474/?extid=1DgpsT6KzumXObcC&d=n https://www.facebook.com/1068984539786498/posts/2274416025910004/?extid=uQ3p4NC7fZUHub45&d=n https://www.facebook.com/1068984539786498/posts/2766013093416959/?extid=q8KsM7VUznyfhcTq&d=n https://www.facebook.com/1548922195395262/posts/2428588964095243/?extid=nByD2iScEl8uSrEg&d=n

16) Como você soube desse desafio?

  • Mídia social

Evaluation results

18 evaluations so far

1. IMPACTO: Esta iniciativa demonstra impacto relevante, e com evidências quantitativas e qualitativas?

Com toda certeza. - 27.8%

Sim, há evidências quantitativas e qualitativas de seu impacto na comunidade. - 44.4%

De forma parcial. - 27.8%

Não, há pouca evidência de resultados de impacto. - 0%

Não. - 0%

2. INOVAÇÃO: Esta iniciativa desenvolveu e implementou uma abordagem inovadora?

Com toda certeza. - 11.1%

Sim, tem características inovadoras. - 50%

De forma parcial. - 38.9%

Não, há pouca evidência demonstrada. - 0%

Não. - 0%

3. PLANEJAMENTO FINANCEIRO E OPERACIONAL: A iniciativa tem como base um modelo de negócio viável e mostra planos realistas de longo prazo para a sustentabilidade financeira?

Com toda certeza. - 11.8%

Sim, a iniciativa tem um bom modelo de negócio. - 29.4%

De forma parcial. - 52.9%

Insuficiente. - 5.9%

Não. - 0%

4. REPLICABILIDADE & CRESCIMENTO: Avalie a escalabilidade da iniciativa. Ela tem potencial de ser replicada em outros contextos sociais, culturais e/ou geográficos?

Com toda certeza. - 22.2%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 44.4%

De forma parcial. - 22.2%

Insuficiente. - 11.1%

Não. - 0%

5. AGENTES DE TRANSFORMAÇÃO: Uma/um agente de transformação social é alguém que se propõem a lidar e encontrar soluções coletivas para o bem de uma comunidade, um grupo, uma localidade. Queremos saber: essa iniciativa ajuda a inspirar e apoiar outras pessoas a se tornarem agentes de transformação em suas comunidades?

Com toda certeza. - 38.9%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 44.4%

De forma parcial. - 16.7%

Insuficiente. - 0%

Não. - 0%

6. DIVERSIDADE: Esta iniciativa demonstra a inclusão de públicos diversos em sua iniciativa, seja nos parceiros com os quais colabora e/ou na composição de sua equipe?

Com toda certeza. - 27.8%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 50%

De forma parcial. - 22.2%

Insuficiente. - 0%

Não. - 0%

7. AVALIAÇÃO GERAL: De forma geral, você considera que esta iniciativa deve avançar para a próxima fase do Desafio e se tornar um semifinalista?

Sim, com toda a certeza! - 16.7%

Sim, acredito que sim. - 50%

Talvez. - 22.2%

Provavelmente não. - 11.1%

Não. - 0%

21 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Diaspora.Black Da Silva Filho
Team

Diaspora.Black está à disposição para qualquer possibilidade de contribuir para o desenvolvimento deste belo trabalho.
Somos uma plataforma de venda de turismo de propósito e se fizer sentido, nos colocamos à disposição.
Grande abraço

Ei, já estava esquecendo de lhe pedir pra dar uma passada em nossa página e se curtir, pode comentar e avaliar, tá? rsrs
https://network.changemakers.com/challenge/turismosustentavel/inscricoes/diaspora-black-promovendo-a-transformacao-no-turismo-atraves-da-tecnologia-e-da-diversidade

Grande abraço

Spam
Photo of Eduardo Passos
Team

Olá, Humberto e demais amigos!

Foi muito positiva nossa visita no seu projeto, as conquistas marcantes e pontuais são consideráveis e contamos que em breve nos encontraremos de alguma forma. A experiencia deste encontro virtual é maravilhosa, o que fortalece os laços e prometem grandes frutos ao longo desta estrada. Um caminho cheio de vitórias para vocês, a ideia de uma parceria é muito bem quista por nós e com certeza grandes conquistas acontecerão, através deste nosso primeiro contato. Parabéns pela iniciativa, estamos juntos!

Abraços, Ameríndios!

View all comments