PROJETO DE MONITORAMENTO DE PRAIAS: EXTREMO NORTE DA BACIA MARÍTIMA DE PELOTAS - LITORAL SUL DE SANTA CATARINA

Desenvolver o conhecimento sustentável marinho no Sul Catarinense, para que haja um crescimento econômico, turístico e social na região.

Photo of Eric Cazetta
7 13

Written by

Nome completo do(a) representante do projeto

Organização Não Governamental Educamar

E-mail

educamarbrasil@gmail.com

Nacionalidade

Brasileiro

Gênero

  • Masculino

Data de Nascimento

13091989

Sede da organização (UF)

  • Santa Catarina

Mídias sociais da organização

FaceBooK: https://www.facebook.com/educamarbrasil Instagram: https://www.instagram.com/educamarbrasil/

Data em que você iniciou o projeto

11/2019

Estágio do projeto

  • Em crescimento (passaram das primeiras atividades; trabalhando para o próximo nível de expansão)

Elegibilidade I: Você atende a todos os critérios de elegibilidade?

  • Sim, eu tenho mais de 18 anos de idade.
  • Sou brasileira/o ou estrangeira/o residente no Brasil.
  • Tenho atuação direta e comprovada no projeto.
  • Não sou funcionário nem familiar de funcionários da Ashoka e da CTG Brasil.

Elegibilidade II: O projeto inscrito:

  • É um projeto já implementado e posso comprovar nas respostas, fotos e documentações a serem apresentadas nesta inscrição..
  • É um projeto que tem como foco pelo menos dois (2) dos quatro (4) pilares do turismo sustentável (social, cultural, ambiental e econômico) descritos na seção "Escopo e áreas de foco".

Ao se inscrever, você concorda que possamos apresentar seu trabalho nas mídias sociais e outras publicações da Ashoka e CTG Brasil, relacionadas ao Desafio?

  • Sim, eu concordo.

1) Viagem pessoal: qual a história por trás da decisão em iniciar este projeto?

A ONG Educamar tenta estabelecer um projeto vigente desde 2012 no litoral do Extremo Sul Catarinense, onde a principal preocupação é a fauna marinha e falta de conhecimento desta. Ao longo deste período, o acometimento de tetrápode marinhos no nosso litoral vem despertando grandes preocupações pela falta de conservação e estudos de casos, sabendo que o local existe e explora este meio de diversas formas, como o turismo ecológico e de aventura, e economicamente com a exploração pesqueira. Por meio de monitoramentos esporádicos, onde a população comunica o encalhe de diversos indivíduos na nossa Costa, o ONG tenta atender e registrar da melhor forma possível estes relatos, e executar medidas para minimizar os impactos, desempenhando ações como educação ambiental com a comunidade e relatando aos órgãos competentes a existência e necessidade do acompanhamento dos encalhes, tendo em vista que não existe nenhum projeto efetivo na região para apurar e solucionar este problema.

2) O problema: que problema você está ajudando a resolver?

O projeto está propondo a solução de estudo e investigação dos impactos ambientais sob a fauna de tetrápodes marinhas, executando relatórios e educação ambiental, para que haja uma postura socioambiental, econômica e turística mais sustentável, subsidiando conhecimento para que ações públicas sejam tomadas, e o reconhecimento de tal problema seja solucionado, podendo assim promover ações que ajudem a desenvolver o turismo, as comunidades e economia local.

3) Sua solução: como seu projeto responde a esse problema? Compartilhe sua abordagem específica.

O objetivo deste projeto é avaliar a interferência das atividades antrópicas sobre os tetrápodes marinhos (aves,tartarugas e mamíferos marinhos), através da pesquisa baseada no monitoramento destes animais no Litoral Sul Catarinense, e realizar atividades de educação ambiental e conscientização com as comunidades locais e costeiras. Tendo o foco específico registrar a ocorrência de encalhes ou arribadas de tetrápodes marinhos vivos e mortos nas praias dos municípios entre Araranguá à Passo de Torres-SC; Caracterizar os parâmetros biológicos básicos dos animais (ex. espécie, sexo, fase de desenvolvimento,idade); Caracterizar os parâmetros abióticos/ambientais (ex. condições do mar,direção e intensidade do vento, condições do céu) em monitoramentos e acionamentos via comunidade; Estabelecer canais de comunicação com a população e os órgãos governamentais na área, para que possam colaborar com o monitoramento;Desenvolver Educação Ambiental com a comunidade local (Escolas,pescadores e comunidade local e ribeirinha). Objetivos secundários registrar a ocorrência de mortalidades anormais de peixes e invertebrados na área monitorada; Identificar sempre que possível a causa mortis dos tetrápodes marinhos, através de análises laboratoriais e/ou análises necroscópicas; Dar atendimento veterinário aos tetrápodes marinhos vivos que apareçam debilitados na área monitorada, buscando a reabilitação e reintrodução, sempre que possível. Assim podendo realizar ações locais mais Sustentáveis.

4) Que tal incluir um vídeo sobre sua iniciativa?

https://www.facebook.com/796129694085670/posts/1141091949589441/

5) Atividades: Destaque as principais atividades que você realiza no dia-a- dia do seu projeto.

As atividades a serem desenvolvidas foram divididas em 3 pilares; Monitoramento de praias Ativo por terra:realizando o esforço de campo 3 vezes por semana, direcionado à observação de tetrápodes marinhos na faixa de areia e realização de bibliometria,identificação de espécie,estágio de desenvolvimento e idade reprodutiva,onde será percorrido um total de 63km de ida e volta; Notificação via rede de colaboradores: monitoramento realizado mediante acionamento pela comunidade, ao observar um animal marinho na praia, que irá comunicar à equipe, que deverá se deslocar para coleta da carcaça ou atendimento; Estratégia de comunicação e comunidade,a estratégia adotada será visitas a comunidades pesqueiras e centros turísticos, assim como comércios e pontos de referências municipais, havendo a distribuição de material de divulgação, com informações que permitam o contato.As palestras de educação ambiental terão como foco temas relacionados a biodiversidade local, permitindo a conscientização.

6) Inovação: Qual inovação sua iniciativa está desenvolvendo ou adaptando para solucionar problemas na área do turismo? Como se diferencia de outras iniciativas no setor?

A inovação da iniciativa é colocar o turista como colaborador na pesquisa, facilitando sua participação na coleta de informações sobre o encalhe e aparecimento de animais marinhos, que não possui cobertura de monitoramento sistemático, mas que também apresenta a ocorrência de espécies importantes, além de muitos usuários também no período de inverno. Nesse período, de maior ocorrência de animais, os usuários utilizam a faixa de areia para passeios de carro, de forma irregular. Infelizmente a prática de uso de veículos na praia é considerada como cultural por algumas comunidades, mas vem causando danos à fauna que vem à praia descansar de suas longas viagens de migração sazonal, com registro de atropelamento de lobo-marinho na região, além da perturbação do sossego devido à poluição sonora. Neste sentido, ao aproximar o usuário da problemática, colocando-o como ator responsável pela coleta de informações e ações orientadas, vislumbra-se a conscientização para a existência da fauna marinha. Ademais, busca-se aproximar os usuários ao indicar como suas atividades vem afetando o sistema marinho, desde o consumo e descarte irregular de descartáveis, a longas distâncias da praia, até a interação mais próxima, junto à praia, que, ao comportar-se sem orientação profissional pode acarretar em prejuízos à vida do animal ou à ciência, ou ainda, colocar-se em risco.

7) a) Pilares do Turismo sustentável: Quais dos seguintes pilares do Turismo Sustentável o seu projeto contempla?

  • Social - iniciativas que melhorem a qualidade de vida das comunidades envolvidas, que sejam capazes de contribuir em aspectos da educação, saúde, articulação social, diversidade e atuação das comunidades.  
  • Cultural - iniciativas que valorizem as identidades e culturas locais, a preservação das histórias e os saberes tradicionais.  
  • Ambiental - iniciativas que reduzam o impacto ambiental, que ofereçam soluções de compensação, que cuidem da conservação e do uso de recursos naturais, que se proponham a regenerar áreas degradadas e que promovam educação e sensibilização ambiental.     
  • Econômico - iniciativas que atuem a partir da proposta de desenvolvimento local, que gerem emprego e renda localmente, que valorizem fornecedores locais, que construam parcerias e que fortaleçam redes de produção e serviços junto a outros agentes locais.  

7) b) Pilares do Turismo Sustentável: explique como os pilares que sinalizou na pergunta anterior estão presentes na implementação do seu projeto.

Social - iniciativas que melhorem a qualidade de vida das comunidades envolvidas, que sejam capazes de contribuir em aspectos da educação, saúde, articulação social, diversidade e atuação das comunidades.   Cultural - iniciativas que valorizem as identidades e culturas locais, a preservação das histórias e os saberes tradicionais.   Ambiental - iniciativas que reduzam o impacto ambiental, que ofereçam soluções de compensação, que cuidem da conservação e do uso de recursos naturais, que se proponham a regenerar áreas degradadas e que promovam educação e sensibilização ambiental.      Econômico- Entendimento do impacto ambiental para melhoramento e aprimoramento das atividades locais.

8) Impacto: quais impactos seu projeto causou até agora? Considere impactos internos na estabilidade da sua organização e externos em relação ao pilares do turismo sustentável, utilize dados

Omissão do poder público municipal, não cobertura por monitoramento sistemático, falta de efetivo da polícia ambiental para acionamentos e locais para encaminhamento mais próximo.

9) Estratégias de crescimento: Quais são seus planos para fomentar o crescimento de sua iniciativa?

Divulgação do projeto de forma metodológica, demonstrando os resultados inegáveis de um aprimoramento na execução deste, visando o enriquecimento turístico e econômico da região, visando um crescimento sustentável para a economia local, e utilizando este projeto como forma de uma via para angariar recursos para empreendimentos sustentáveis para a comunidade, trazendo retorno cultural e econômico, podendo revestir em áreas como o turismo ecológico. Desta forma a comunidade assim como o ecossistema podem coexistir de uma forma harmônica.

10) Colaboração: como a sua iniciativa colabora com outros atores (governos, universidades, empresas, associações da sociedade civil) para fazer a diferença? Você realiza alguma parceria?

O presente projeto consiste em uma gama de diversidades de colaboradores, podendo contribuir com o meio científico, possibilitando o aproveitamento para recursos para pesquisa dentro de universidades, desenvolvimento de dados e relatórios para projetos empresariais que necessitam de aporte de condicionantes ambientais, assim como o conhecimento público, que com relatórios técnicos e o desenvolvimento ambientam sob os dados gerados servirá executado o desenvolvimento de palestras e educação ambiental, desenvolvendo temas específicos locais conforme os impactos registrado localmente.

11) Inspirar novos agentes de transformação: você tem influenciado outras organizações e pessoas a se envolverem no seu projeto e/ou a se preocuparem com o Turismo Sustentável? Se sim, como?

Acreditamos que ao longo da trajetória da EDUCAMAR inspiramos novos agentes, desde o envolvimento de outras instituições com o ambiente marinho como a ONG Plant for the planet (Araranguá) que participou de ações de sensibilização na praia em parceria, o envolvimento de usuários da praia nas ações sensibilização e de isolamento de animais para busca e atendimento, quando também existe um momento importante de interação. Nas ações de limpeza de praia e palestras de educação ambiental busca-se a transformação dos agentes ao se investigar qual o tipo de resíduo está sendo coletado e qual o maior agente causador da poluição das praias em diferentes realidades de uso, dessa forma, vinculando a necessidade de uma preocupação com um turismo mais sustentável em praias onde há maior quantidade de resíduos provenientes do turismo (embalagem de picolé, copo descartável). Dessa forma, o usuário da praia que participa das ações de educação ambiental percebe o impacto de sua interação e a partição.

12) a)Quais dos seguintes recursos sua organização obteve até o momento?

  • Suporte de amigos
  • Apoio da família
  • Mentores / conselheiros

12) b) Planejamento Financeiro: como você planeja financiar o seu projeto a curto, médio e longo prazo?

Atualmente o projeto é mantido com recursos de seus próprios membros. No entanto, esta realidade precisa ser melhorada e neste sentido buscamos apoio desta fonte de fomento. A curto prazo vislumbra-se o apoio via editais de fomentos de um a dois anos (30%), seguido da articulação com políticas públicas, na criação e aplicação de leis de incentivo e compensações ambientais (50%), buscando recursos a médio e longo prazo. Além disso, estão abertas e sendo articuladas doações (10%), desde sede a insumos básicos, que não são necessariamente em forma de recursos financeiros, está prevista a arrecadação de recursos por meio da prestação de serviços de monitoramento, formação e educação ambiental (10%).

12) c) Quanto você já investiu no seu projeto para a operação deste ano?

  • Investimento entre R$1.000 e R$10.000

12) d) Qual é o orçamento necessário para o funcionamento do seu projeto durante 1 ano?

  • acima de R$ 100.000

13) Equipe: qual é a atual composição da sua equipe (papéis, qualificação, tempo integral x temporários, etc)? Como essa composição se transformará no futuro do seu projeto?

O projeto contará com três integrantes na equipe para a execução do presente projeto:Eric Azevedo Cazetta (http://lattes.cnpq.br/7759925684235778): Biólogo com ênfase m Conservação de Biodiversidade pela Universidade Federal de Viçosa, com especialização profissional em resgate de fauna marinha. Samanta Da Costa Cristiano (http://lattes.cnpq.br/1543854292948154): Bióloga com ênfase Gestão Ambiental Marinha e Costeira pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Mestrado e Doutorado em Geociências/Geologia Marinha pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-doutorado em Gerenciamento Costeiro pela Universidade Federal do Rio Grande, especialização em Educação Científica e Tecnológica pelo Instituto Federal de Santa Catarina. Suelen Hilário Santos: Gestora Ambiental, Pós-Graduada Educação Ambiental Sustentabilidade

14) Diversidade na equipe: descreva a diversidade de sua equipe e inclua informações sobre a distribuição de cargos.

A equipe contará com um Biólogos com enfase em conservação da Biodiversidade pela UFV, com experiencia de 5 anos em monitoramento e resgate de fauna marinha, atuando jundo dos valores morfobiológicos e educação ambiental com a comunidade, uma Bióloga com Pós-Graduação em Oceanografia na UFSC, com pesquisa relacionada à integração de políticas públicas e métodos científicos, para a identificação de praias prioritárias ao desenvolvimento do turismo e doutorado (2014-2018) em Geociências/Geologia Marinha pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-doutorado em Gerenciamento Costeiro pela Universidade Federal do Rio Grande, uma Gestora Ambiental, Pós-Graduada Educação Ambiental Sustentabilidade. Onde todos irão atuar no monitoramento marinho e educação ambiental.

15) a) Diversidade do público de sua iniciativa: o seu projeto tem como foco específico algum dos seguintes grupos?

  • Comunidade de baixa renda
  • Comunidade rural
  • Outra Comunidade Tradicional

15) b) Diversidade de público da iniciativa: Dê exemplos reais de como o seu projeto está conseguindo impactar todos os grupos que você indicou na pergunta anterior.

O projeto tem o foco o meio marinho, onde se concentra inúmeros pescadores de comunidades tradicionais, muita vezes de baixa rede, onde o projeto procura buscar o agregamento social em virtude das ações exercidas de forma exploratória, e poder conciliar a sustentaridade e o turismo coerentes minimizando o choque do turismo pesqueiro há alguns choques culturais, onde a exploração desregulamentada causa impactos locais para a população e meio ambiente, com a grade circulação de carros pela faixa de areia e exploração de recursos de formas indevida, como a retirada de Marisco-Branco e Moçambique fora da temporada, e o excesso de Caniços ou Molinetes em áreas de comum acordo local para determinados tipos de pesca, exemplificando a pesca de Corrico ou rede Japonesa, que é uma modalidade artesanal onde o pescador precisa percorrer uma determinada área a pé e ir soltando a rede da costa para a busca do pescado, para promover assim um convívio mais harmonioso e sustentável.

16) Como você soube desse desafio?

  • Mídia social

Evaluation results

10 evaluations so far

1. IMPACTO: Esta iniciativa demonstra impacto relevante, e com evidências quantitativas e qualitativas?

Com toda certeza. - 50%

Sim, há evidências quantitativas e qualitativas de seu impacto na comunidade. - 20%

De forma parcial. - 10%

Não, há pouca evidência de resultados de impacto. - 0%

Não. - 20%

2. INOVAÇÃO: Esta iniciativa desenvolveu e implementou uma abordagem inovadora?

Com toda certeza. - 30%

Sim, tem características inovadoras. - 60%

De forma parcial. - 10%

Não, há pouca evidência demonstrada. - 0%

Não. - 0%

3. PLANEJAMENTO FINANCEIRO E OPERACIONAL: A iniciativa tem como base um modelo de negócio viável e mostra planos realistas de longo prazo para a sustentabilidade financeira?

Com toda certeza. - 30%

Sim, a iniciativa tem um bom modelo de negócio. - 40%

De forma parcial. - 10%

Insuficiente. - 20%

Não. - 0%

4. REPLICABILIDADE & CRESCIMENTO: Avalie a escalabilidade da iniciativa. Ela tem potencial de ser replicada em outros contextos sociais, culturais e/ou geográficos?

Com toda certeza. - 50%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 40%

De forma parcial. - 10%

Insuficiente. - 0%

Não. - 0%

5. AGENTES DE TRANSFORMAÇÃO: Uma/um agente de transformação social é alguém que se propõem a lidar e encontrar soluções coletivas para o bem de uma comunidade, um grupo, uma localidade. Queremos saber: essa iniciativa ajuda a inspirar e apoiar outras pessoas a se tornarem agentes de transformação em suas comunidades?

Com toda certeza. - 40%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 50%

De forma parcial. - 10%

Insuficiente. - 0%

Não. - 0%

6. DIVERSIDADE: Esta iniciativa demonstra a inclusão de públicos diversos em sua iniciativa, seja nos parceiros com os quais colabora e/ou na composição de sua equipe?

Com toda certeza. - 30%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 50%

De forma parcial. - 20%

Insuficiente. - 0%

Não. - 0%

7. AVALIAÇÃO GERAL: De forma geral, você considera que esta iniciativa deve avançar para a próxima fase do Desafio e se tornar um semifinalista?

Sim, com toda a certeza! - 50%

Sim, acredito que sim. - 10%

Talvez. - 30%

Provavelmente não. - 0%

Não. - 10%

7 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Contraponto Espaço Educacional
Team

Parabéns pela iniciativa! Que a evolução seja constante e que venham muitas conquistas! Depois da uma passadinha aqui https://network.changemakers.com/challenge/turismosustentavel/avaliacao-i/projeto-contraponto-turismo-sustentavel-pedagogico-e-de-base-comunitaria-na-comunidade-rural-de-extrema-congonhas-do-norte-mg para conferir nosso projeto também! Valeu! Sucesso pra vcs!

View all comments