Novo Guia de Brasília - 2ª edição atualizada.

O Guia, de 2014 (financiamento coletivo), está esgotado. A ideia é atualizar, lançar a 2ª edição e lançar a plataforma digital de conteúdo.

Photo of Escritório de Projetos
5 8

Written by

Nome completo do(a) representante do projeto

Gabriela Bílá Bandeira Advincula

E-mail

gabrielabilab@gmail.com

Nacionalidade

brasileira

Gênero

  • Feminino

Data de Nascimento

5031990

Sede da organização (UF)

  • Distrito Federal

Mídias sociais da organização

https://www.facebook.com/novoguiadebrasilia

Data em que você iniciou o projeto

Agosto/2013

Estágio do projeto

  • Em expansão (expandindo o impacto para muitos lugares novos ou de várias maneiras novas)

Elegibilidade I: Você atende a todos os critérios de elegibilidade?

  • Sim, eu tenho mais de 18 anos de idade.
  • Sou brasileira/o ou estrangeira/o residente no Brasil.
  • Tenho atuação direta e comprovada no projeto.
  • Não sou funcionário nem familiar de funcionários da Ashoka e da CTG Brasil.

Elegibilidade II: O projeto inscrito:

  • É um projeto já implementado e posso comprovar nas respostas, fotos e documentações a serem apresentadas nesta inscrição..

Ao se inscrever, você concorda que possamos apresentar seu trabalho nas mídias sociais e outras publicações da Ashoka e CTG Brasil, relacionadas ao Desafio?

  • Sim, eu concordo.

1) Viagem pessoal: qual a história por trás da decisão em iniciar este projeto?

No dia em que voltei à Brasília, depois de anos fora do país, levei um susto. Era a seca de agosto, a poeira vermelha suspensa no ar entre os prédios espraiados fazia o trajeto até a minha casa parecer um passeio em Marte. Nos dias seguintes, o que antes era familiar se tornou estrangeiro. Por ter tido a chance de viver lugares muito diferentes da minha cidade, pude olhar Brasília sem a visão anestesiada pela convivência. Se instalou uma urgência de apresentar Brasília para o mundo em toda sua beleza e estranheza. O Brasil estava prestes a sediar a Copa do Mundo, e eu queria que quem chegasse aqui tivesse uma ajuda para conhecer as coisas que acontecem na cidade e que são inacessíveis para quem não está conectado ao tecido social da cidade. A arquitetura modernista e a política são uma parte da história, mas não tudo. A cidade já possui um estilo de vida peculiar. O Novo Guia apresenta a cidade em fotos, mapas e ilustrações, feitas por gente daqui, como se mostrada por um amigo

2) O problema: que problema você está ajudando a resolver?

Brasília ganhou em 1987 0 título de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Esse título serve como um resguardo para que a cidade não sofra alterações estruturais devido à especulação imobiliária. Porém o título não garante a preservação desse patrimônio histórico brasileiro se não for acompanhado de ampla ação educativa. A cidade está em amplo processo de formação da sua identidade e tem vivido um boom de movimentos culturais que ainda são pouco conhecidos fora e dentro da cidade.

3) Sua solução: como seu projeto responde a esse problema? Compartilhe sua abordagem específica.

Nessas primeiras décadas de existência, Brasília deixa claro as contradições e a beleza de uma cidade que não nasceu do agrupamento espontâneo de pessoas, mas do desejo de criar um ícone genuinamente brasileiro. O conflito e o privilégio de morar por aqui é sentido em cada momento do dia e é isso que este guia mostra. Cada texto, foto, ilustração e mapa que compõem o guia busca revelar a cidade das pessoas e seu dia a dia. Já começa a existir um sentimento brasiliense ou candango, com expressões próprias e começando a desenhar uma identidade, que ao final é a cultura, ou o conjunto de expressões que traduzem uma determinada região. Nossa proposta é registrar para a cidade e apresentar para quem vem pelo turismo de negócios, cívico ou ecológico uma cidade com pulsação e temperos próprios. A relevância do projeto se apresenta também, porque desde 2016 o Guia não teve nova reimpressão, se encontra esgotado, e em todos os pontos de venda e distribuição, há procura todas as semanas. A digitalização que experimentamos de forma acelerada em função da pandemia, nos fez retomar a vontade de transportar nosso conteúdo para uma plataforma web que poderá ampliar tanto o alcance desses conteúdos como a quantidade de colaboradores brasilienses contando suas histórias e dando a sua visão da cidade.

4) Que tal incluir um vídeo sobre sua iniciativa?

Lançar um novo olhar, mais tecnológico e digital, sobre o conteúdo trará novas formas de interação e integração da cidade, moradores e turistas.

5) Atividades: Destaque as principais atividades que você realiza no dia-a- dia do seu projeto.

Guia impresso - Levantamento de informações e checagem do conteúdo da primeira edição. Plataforma web - estudo do conteúdo inicial para proposta de plataforma web Guia impresso - Redação de novo texto e versão em inglês, revisão do projeto gráfico. Plataforma web - Primeiro desenho de wireframe Guia impresso - Editoração, diagramação e revisão final. Plataforma web - Apresentação Web Design Guia impresso - Impressão, prova e tiragem. Plataforma web - Desenvolvimento. Guia impresso - distribuição, eventos de lançamento, capacitação de professores das escolas que receberão os Novos Guias. Platafroma web - Fase de teste e lançamento.

6) Inovação: Qual inovação sua iniciativa está desenvolvendo ou adaptando para solucionar problemas na área do turismo? Como se diferencia de outras iniciativas no setor?

Um Guia que apresenta o mapa das árvores frutíferas que se pode encontrar pela cidade, que sugere um roteiro de visita baseado em locais com painéis e azulejos de Athos Bulcão, que destaca e te faz entender que cada superquadra da cidade pode ter um tipo de pilastra de sustentação em formato diferente , que apresenta figuras icônicas da noite da cidade, como o vendedor de incenso ou a cigana da "sostchy" e que destaca árvores como pontos de visitação (ipês e gameleiras) conseguiu chamar a atenção não só dos turistas, mas dos próprios moradores que começaram a se ver e a identificar a cidade de todo dia. A validação de que essa era uma ideia que teria aderência foi confirmada no financiamento coletivo realizado para patrocinar a primeira tiragem do Guia. A meta foi atingida e superada em 205%. Atualizar e lançar uma segunda edição, pode trazer novas abordagens e até novas sessões para compor o grande painel de Brasília. Afinal a cidade é viva e seus moradores estão sempre intervindo e criando novas formas de se apropriar dos espaços públicos (movimento NoSetor, de ressignificação do Setor Comercial Sul, festivais importantes que foram criados e incorporados ao calendário da cidade, Banca da Conceição que reúne a produção cultural e artística como tema Brasília bem no coração da 308 Sul, quadra modelo etc). Lançar um novo olhar, mais tecnológico e digital, sobre o conteúdo trará novas formas de interação e integração da cidade, moradores e turistas.

7) a) Pilares do Turismo sustentável: Quais dos seguintes pilares do Turismo Sustentável o seu projeto contempla?

  • Social - iniciativas que melhorem a qualidade de vida das comunidades envolvidas, que sejam capazes de contribuir em aspectos da educação, saúde, articulação social, diversidade e atuação das comunidades.  
  • Cultural - iniciativas que valorizem as identidades e culturas locais, a preservação das histórias e os saberes tradicionais.  
  • Econômico - iniciativas que atuem a partir da proposta de desenvolvimento local, que gerem emprego e renda localmente, que valorizem fornecedores locais, que construam parcerias e que fortaleçam redes de produção e serviços junto a outros agentes locais.  

7) b) Pilares do Turismo Sustentável: explique como os pilares que sinalizou na pergunta anterior estão presentes na implementação do seu projeto.

Social - Da tiragem de impressão do Guia, 20% serão distribuídas gratuitamente para escolas, bibliotecas, projetos sociais e educativos de todo o Distrito Federal. Junto a distribuição dos livros serão realizadas atividades de capacitação com os professores para sugestões de abordagens criativas do material com os estudantes. Cultural -A cultura como a valorização dos saberes tradicionais e na preservação das histórias da sua população, começa a partir do registro das suas expressões e da comunicação como forma de acesso. O Guia participa destes dois pilares ao registrar de forma autêntica a cidade viva e criar um canal de comunicação entre moradores e turistas nacionais e estrangeiros. Econômico - em todos os capítulos do Guia são apresentadas sugestões de passeios, roteiros ou visitas indicando iniciativas e comércios locais que são diferenciais importantes da cidade.

8) Impacto: quais impactos seu projeto causou até agora? Considere impactos internos na estabilidade da sua organização e externos em relação ao pilares do turismo sustentável, utilize dados

Financiamento coletivo - A ideia deste guia nasceu da experiência pessoal da autora ao passar um tempo fora do país e perceber que as pessoas se interessavam e sempre perguntavam como era viver numa cidade planejada e modernista. Foi surpresa em como Brasília causava interesse nas pessoas e em como os moradores da cidade não percebiam como o que eles viviam no dia a dia poderia ser valorizado. Ao voltar para terminar sua graduação, a autora começou a idealizar o Guia como trabalho final do seu curso de Arquitetura na UnB. E novamente ela se surpreendeu com o interesse de todos a quem ela comentava e apresentava o projeto. Foi assim que nasceu a ideia de viabilizar uma tiragem inicial de 1.000 exemplares do guia via Financiamento Coletivo. O projeto alcançou e meta e a superou em 205%. Aqui eu queria falar de números de tiragens, reimpressões, se houve algum edital ou prêmio para o Guia. Tiragem: O guia foi reimpresso 3 vezes, tendo uma tiragem total de 5000 cópias. Dessas, 600 unidades foram distribuídas para parlamentares em uma ação da agência Terruá em 2015. Financiamento coletivo: Apoiado por 546 pessoas. R$ 44.076 arrecadados (meta inicial: 21 470) https://www.catarse.me/

9) Estratégias de crescimento: Quais são seus planos para fomentar o crescimento de sua iniciativa?

Existem duas frentes de expansão até agora pensadas. A primeira é a criação e implementação da plataforma web, que já foi descrita aqui no projeto. A segunda, seria ampliar a abrangência do Guia e extrapolar o Plano Piloto (área tombada pela UNESCO como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade) e atingir doto o Distrito Federal. Para isso contamos com uma parceria com o projeto #foradoeixo que já está fazendo o mapeamento e foi contemplado por edital do FAC (Fundo de Apoio à Cultura).

10) Colaboração: como a sua iniciativa colabora com outros atores (governos, universidades, empresas, associações da sociedade civil) para fazer a diferença? Você realiza alguma parceria?

O Novo Guia tem a cultura da colaboração no seu DNA. Nasceu de forma colaborativa ( financiamento coletivo) e incluiu no seu conteúdo a cena cultural da cidade e manteve essa ligação em todos os eventos de lançamento e reimpressões. A ideia é ampliar o alcance da segunda edição através das parcerias com iniciativas culturais da cidade e seus novos atores. Exemplo: capacitação de guias turísticos da cidade inspirando na criação de roteiros fora dos padrões de monumentos (árvores frutíferas, roteiro cobogõs entre outros).

11) Inspirar novos agentes de transformação: você tem influenciado outras organizações e pessoas a se envolverem no seu projeto e/ou a se preocuparem com o Turismo Sustentável? Se sim, como?

Sendo uma iniciativa inédita em Brasília, o Novo Guia trouxe inspiração para muitos artistas que criaram peças baseadas na cidade a partir da provocação do Guia em conhecer a cidade e valorizar a cena local. Novos roteiros criativos surgiram a partir da valorização das características mais humanas destacadas pelo Novo Guia. Nessa visão, é como se cada brasiliense fosse um guia turístico para seus amigos e amigas e que trouxesse os detalhes presentes no dia a dia para um lugar de destaque e orgulho. O Novo Guia fez parte de um movimento importante que a cidade viveu nesta década, de valorização das pessoas e características da cidade, com ocupação de espaços públicos que antes ficavam vazios e sem vida. Hoje vemos verdadeiras filas para fotografar ipês floridos que espalham o amarelo, rosa, roxo e branco durante os meses de agosto e setembro. Esse orgulho da cidade que moramos é fundamental para ações individuais e coletivas de preservação do nosso patrimônio material e imaterial.

12) a)Quais dos seguintes recursos sua organização obteve até o momento?

  • Suporte de amigos
  • Apoio da família
  • Vendas
  • Recursos do Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal

12) b) Planejamento Financeiro: como você planeja financiar o seu projeto a curto, médio e longo prazo?

Direção: R$ 10.000 Impressão 5 000 exemplares: (aprox. R$ 10/unidade) R$ 50 000 Ilustradora: R$ 5 000 Fotógrafa: R$ 5 000 Revisor Português: R$ 2 000 Tradutor / revisor Inglês: R$ 5 000 Webdesigner (criação da página e manutenção): R$ 15 000 Coordenação e gerenciamento: R$ 8.000,00

12) c) Quanto você já investiu no seu projeto para a operação deste ano?

  • Investimento entre R$1.000 e R$10.000

12) d) Qual é o orçamento necessário para o funcionamento do seu projeto durante 1 ano?

  • acima de R$ 50.000

13) Equipe: qual é a atual composição da sua equipe (papéis, qualificação, tempo integral x temporários, etc)? Como essa composição se transformará no futuro do seu projeto?

Direção geral e conteúdo: Gabriela Bila Fotografia: Naiara Pontes Produção conteúdo local: Marilia Alves Ilustração: Pedro Ribs Revisão português: Sueli Dunk Revisão / Tradução ingles: Shinelle Hills Webdesigner e equipe para desenvolvimento da Plataforma: em composição Gerenciamento e coordenação de produção do projeto: Co-Piloto (Heloisa Rocha e Rafael Reis)

14) Diversidade na equipe: descreva a diversidade de sua equipe e inclua informações sobre a distribuição de cargos.

A equipe é composta majoritariamente por mulheres como uma escolha pessoal da criadora do projeto. Consideramos incluir na equipe profissionais que possam trazer o benefício da representatividade nas relações pessoais e no mapeamento de oportunidades a serem contempladas pelos conteúdos do guia físico e digital.

15) a) Diversidade do público de sua iniciativa: o seu projeto tem como foco específico algum dos seguintes grupos?

  • O projeto não tem como foco comunidades em situação de vulnerabilidade específica.

15) b) Diversidade de público da iniciativa: Dê exemplos reais de como o seu projeto está conseguindo impactar todos os grupos que você indicou na pergunta anterior.

O projeto não tem como foco comunidades em situação de vulnerabilidade específica.

16) Como você soube desse desafio?

  • Notícias (meios de comunicação)

Evaluation results

11 evaluations so far

1. IMPACTO: Esta iniciativa demonstra impacto relevante, e com evidências quantitativas e qualitativas?

Com toda certeza. - 27.3%

Sim, há evidências quantitativas e qualitativas de seu impacto na comunidade. - 18.2%

De forma parcial. - 36.4%

Não, há pouca evidência de resultados de impacto. - 9.1%

Não. - 9.1%

2. INOVAÇÃO: Esta iniciativa desenvolveu e implementou uma abordagem inovadora?

Com toda certeza. - 18.2%

Sim, tem características inovadoras. - 36.4%

De forma parcial. - 18.2%

Não, há pouca evidência demonstrada. - 18.2%

Não. - 9.1%

3. PLANEJAMENTO FINANCEIRO E OPERACIONAL: A iniciativa tem como base um modelo de negócio viável e mostra planos realistas de longo prazo para a sustentabilidade financeira?

Com toda certeza. - 9.1%

Sim, a iniciativa tem um bom modelo de negócio. - 36.4%

De forma parcial. - 18.2%

Insuficiente. - 27.3%

Não. - 9.1%

4. REPLICABILIDADE & CRESCIMENTO: Avalie a escalabilidade da iniciativa. Ela tem potencial de ser replicada em outros contextos sociais, culturais e/ou geográficos?

Com toda certeza. - 18.2%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 36.4%

De forma parcial. - 18.2%

Insuficiente. - 27.3%

Não. - 0%

5. AGENTES DE TRANSFORMAÇÃO: Uma/um agente de transformação social é alguém que se propõem a lidar e encontrar soluções coletivas para o bem de uma comunidade, um grupo, uma localidade. Queremos saber: essa iniciativa ajuda a inspirar e apoiar outras pessoas a se tornarem agentes de transformação em suas comunidades?

Com toda certeza. - 27.3%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 27.3%

De forma parcial. - 27.3%

Insuficiente. - 0%

Não. - 18.2%

6. DIVERSIDADE: Esta iniciativa demonstra a inclusão de públicos diversos em sua iniciativa, seja nos parceiros com os quais colabora e/ou na composição de sua equipe?

Com toda certeza. - 18.2%

Sim, a iniciativa demonstra potencial. - 9.1%

De forma parcial. - 45.5%

Insuficiente. - 0%

Não. - 27.3%

7. AVALIAÇÃO GERAL: De forma geral, você considera que esta iniciativa deve avançar para a próxima fase do Desafio e se tornar um semifinalista?

Sim, com toda a certeza! - 18.2%

Sim, acredito que sim. - 9.1%

Talvez. - 36.4%

Provavelmente não. - 18.2%

Não. - 18.2%

5 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Pousada Dolphin
Team

Parabéns pela plataforma criada possibilitando o conhecimento e valorização do turismo em vários pilares e aproximando os atores da cadeia turística

View all comments