Mineiridades do Triângulo - Experiências sensoriais e de transformação

Empreendedores do Turismo de experiências sensoriais no Triângulo Mineiro criando uma Rede associativista e colaborativa

Photo of Desfrute Hostel Desfrute Hostel
11 11

Written by

Nome completo do(a) representante do projeto

Paulo Rubens Cardozo Geraldini

E-mail

financeiro.desfrutehostel@gmail.com reservas.desfrutehostel@gmail.com

Nacionalidade

Brasileiro

Gênero

  • Masculino

Data de Nascimento

20121964

Sede da organização (UF)

  • Minas Gerais

Site da organização

A rede está em fase de formalização, no momento não possui site

Mídias sociais da organização

https://www.worldpackers.com/positions/35016 https://www.instagram.com/desfrutehostel/

Data em que você iniciou o projeto

09/2018

Estágio do projeto

  • Piloto (o projeto está em fase inicial e realizando ajustes)

Elegibilidade I: Você atende a todos os critérios de elegibilidade?

  • Sim, eu tenho mais de 18 anos de idade.
  • Sou brasileira/o ou estrangeira/o residente no Brasil.
  • Tenho atuação direta e comprovada no projeto.
  • Não sou funcionário nem familiar de funcionários da Ashoka e da CTG Brasil.

Elegibilidade II: O projeto inscrito:

  • É um projeto já implementado e posso comprovar nas respostas, fotos e documentações a serem apresentadas nesta inscrição..
  • É um projeto que tem como foco pelo menos dois (2) dos quatro (4) pilares do turismo sustentável (social, cultural, ambiental e econômico) descritos na seção "Escopo e áreas de foco".

Ao se inscrever, você concorda que possamos apresentar seu trabalho nas mídias sociais e outras publicações da Ashoka e CTG Brasil, relacionadas ao Desafio?

  • Sim, eu concordo.

1) Viagem pessoal: qual a história por trás da decisão em iniciar este projeto?

Ter uma pousada era um antigo sonho familiar, depois de muitos anos trabalhando no mercado corporativo decidimos abrir a primeira unidade do Desfrute Hostel & Open House em Uberaba/MG, em 2018. O Desfrute é uma chácara localizada no coração de Uberaba e tem a sustentabilidade como um de seus valores desde o início. Uma parte significativa de nosso mobiliário é feita de material reaproveitado, nossa área externa conta com dezenas de árvores frutíferas como mangueiras, caramboleiras, goiabeiras, pitangueiras, jabuticabeiras, dentre outras conforme https://www.youtube.com/watch?v=650CT2t1jFs. Implantamos sistema de captação de água pluvial, coleta seletiva e tratamento de lixo orgânico. Começamos a construir nossa horta usando técnicas de permacultura, bioconstrução e agrofloresta, além de dois sistemas de compostagem. Entretanto Uberaba e região, apesar do potencial, ainda não se consolidaram como destino turístico, e isso nos motivou a elaborar o projeto Mineiridades do Triângulo.

2) O problema: que problema você está ajudando a resolver?

O Triângulo Mineiro é uma região com grande potencial turístico, localizada entre duas regiões conhecidas: Alta Mogiana e Serra da Canastra. O potencial regional vai desde o turismo de eventos e negócios, passa pelo turismo histórico-cultural e religioso e enfim o turismo ecológico, de experiências, através das comunidades. Apesar disso, a região ainda não se consolidou como destino turístico, principalmente neste último pilar. Entendemos que a criação da Rede irá estruturar melhor a oferta

3) Sua solução: como seu projeto responde a esse problema? Compartilhe sua abordagem específica.

O projeto “Mineiridades do Triângulo” traz um olhar TRANSFORMADOR para o Turismo de Experiências e Turismo de Comunidades, busca promover ainda mais a região como destino turístico, através da Associação em formato de Rede de empreendimentos e agências de turismo, produtores rurais, autônomos, instâncias do poder público, Universidades e organizações do terceiro setor com a finalidade de promover roteiros turísticos baseados na experiência sensorial (visão, olfato, paladar, audição e tato) da cultura mineira - experiência com esportes de aventura em cachoeiras; visitas a produtores de café e alambiques; saborear queijos artesanais ou comida típica mineira; observação de pássaros e vida silvestre; ações nas comunidades. A rede conecta-se pelos seguintes valores: respeito, integridade, inovação, cultura, segurança, desenvolvimento sustentável, educação ambiental e empreendedorismo. No momento a rede está em estágio piloto, mas já conta com parceiros experientes em Uberaba, Sacramento, Araxá, Conquista, Rifaina, etc., aliados ao SEBRAE, SENAC e SENAR para incorporar as melhores práticas do turismo na prestação de serviços. Utilizando a Rede Ibitipoca de Turismo e Hospitalidade (https://www.redeibitipoca.com/) como benchmarking, a Rede Mineiridades do Triângulo deve ser dinâmica, transparente e aberta a novos empreendimentos que comunguem dos valores. Pretendemos que os recursos financeiros deste Edital sejam comprovadamente empregados na estruturação da Rede e seus Projetos

4) Que tal incluir um vídeo sobre sua iniciativa?

Fortalecer o Triângulo Mineiro como um destino turístico de experiências com a estruturação de rede baseada no Turismo Sustentável nos quatro contextos: 1. Social - ações de inclusão de minorias; 2. Cultural - trabalhando as mineiridades da região; 3. Ambiental - replicando ações sustentáveis como permacultura, etc; 4. Econômico - alavancando capacitação de novos profissionais, incremento da empregabilidade e geração de negócios; nos faz acreditar que é possível construir um novo amanhã

5) Atividades: Destaque as principais atividades que você realiza no dia-a- dia do seu projeto.

Dentro do plano de negócios posicionamos o Desfrute Hostel como Open House. Realizamos ações: 1· Sociais – inclusão, parcerias com Empresas JR, Lar de idosos, contratação de turistas colaborativos (worldpackers) 2· Culturais – fomentamos eventos culturais, experiências gastronômicas, como “Jazz na Cozinha” https://www.youtube.com/watch?v=yKiyms-wOIU&t=88s), artistas locais https://www.youtube.com/watch?v=iasbofdDbuw 3· Ambiental - parte relevante do mobiliário é material reaproveitado, captação de água pluvial, manejo e tratamento de resíduos sólidos (coleta seletiva) e orgânicos (compostagem), manejo de horta e jardinagem, permacultura, bioconstrução, agrofloresta, meliponários, educação ambiental com a comunidade local; roteiros turísticos que envolvem a contemplação da vida ao ar livre, observação da vida silvestre, esportes de aventura 4· Econômico – além da hospedagem implementamos serviços como Coworking e DayUse. Acreditamos que as parcerias alavancam a cadeia produtiva

6) Inovação: Qual inovação sua iniciativa está desenvolvendo ou adaptando para solucionar problemas na área do turismo? Como se diferencia de outras iniciativas no setor?

Considerada a retomada do Turismo pós pandemia, por meio de viagens regionais (raio de 300km), a proposta da Rede “Mineiridades do Triângulo” é a adoção do modelo associativista, visando proporcionar uma “experiência diferenciada aos viajantes”, aprimorando-se na qualidade da oferta de produtos quanto na prestação de serviços turísticos, bem como apoiar-se no potencial turístico das comunidades. Mais do que um conceito a materialização da REDE se dará por Calendário anual de eventos que abrange os contextos social, cultural, ambiental e econômico A aplicação do capital proveniente da premiação deste Edital será incrementada por contrapartida alinhada c SEBRAE, SENAC e SENAR, através de cronograma de ações de Consultoria e Capacitação para a execução dos eventos do Calendário. Nossa abordagem no Projeto a partir de conexões entre empresários que pudessem proporcionar tais experiências sensoriais e o Sistema 3S, caminhamos para reuniões virtuais para amadurecimento e algumas presenciais com todo o protocolo de prevenção ao COVID19. Utilizamos design thinking e kanban A Rede vem para criar um ecossistema, incrementando conexões, qualidade e o crescimento sustentável da atividade turística regional inspirada na Rede Ibitipoca, buscando superar expectativas dos viajantes, que certamente serão levadas na bagagem. Fortalecer o Triângulo Mineiro como destino turístico de experiências baseada no Turismo Sustentável faz acreditar que é possível construir um novo amanhã

7) a) Pilares do Turismo sustentável: Quais dos seguintes pilares do Turismo Sustentável o seu projeto contempla?

  • Social - iniciativas que melhorem a qualidade de vida das comunidades envolvidas, que sejam capazes de contribuir em aspectos da educação, saúde, articulação social, diversidade e atuação das comunidades.  
  • Cultural - iniciativas que valorizem as identidades e culturas locais, a preservação das histórias e os saberes tradicionais.  
  • Ambiental - iniciativas que reduzam o impacto ambiental, que ofereçam soluções de compensação, que cuidem da conservação e do uso de recursos naturais, que se proponham a regenerar áreas degradadas e que promovam educação e sensibilização ambiental.     
  • Econômico - iniciativas que atuem a partir da proposta de desenvolvimento local, que gerem emprego e renda localmente, que valorizem fornecedores locais, que construam parcerias e que fortaleçam redes de produção e serviços junto a outros agentes locais.  

7) b) Pilares do Turismo Sustentável: explique como os pilares que sinalizou na pergunta anterior estão presentes na implementação do seu projeto.

1. Social – partindo de valores como inclusão social e educação ambiental, investimos na melhoria da qualidade de vida incentivando a contratação de “minorias”, envolvendo a comunidade nas ações, tais como a corrida de Rua em prol de ONG (www.graau.com.br/), capacitação destes adolescentes em permacultura, terapia de idosos em Uberaba para manter a horta, multiplicação das ações para parceiros da Rede 2. Cultural – proporcionar a viajantes experiências sensoriais ligadas à mineiridade, com visitas guiadas a fazendas de café, leite e seus derivados como queijos artesanais, produtores de doces típicos, bares e restaurantes com foco na culinária regional e eventos da cultura regional; Ações em festivais gastronômicos como “Jazz na Cozinha” https://www.youtube.com/watch?v=yKiyms-wOIU&t=88s), musicais, artísticos que fomentem a cultura local 3. Ambiental – objetivo é implementar nos parceiros da Rede iniciativas sustentáveis já mencionadas, todas buscando aliar empreendimentos e comunidade local, multiplicando boas práticas, gerando transformação sustentável em seus negócios 4. Econômico – passa por todos os pilares, sendo consequência da melhor estruturação da oferta de Pacotes de experiências. Ações em parceria com entidades (corredores, bikers, motociclistas, antigomobilistas, etc) ofertando experiências sensoriais. Tem ainda por meta o aumento da empregabilidade e capacitação no setor, além do poder de compra em escala de suprimentos, promoção e comercialização do destino

8) Impacto: quais impactos seu projeto causou até agora? Considere impactos internos na estabilidade da sua organização e externos em relação ao pilares do turismo sustentável, utilize dados

O projeto está em fase piloto, mas algumas pequenas mudanças já são perceptíveis. Nas ações sobre Turismo Sustentável envolvemos mais de uma dezena de pequenas e médias empresas, empresas júnior da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e ONGs e autônomos. As ações sustentáveis no eixo ambiental já implementadas em Uberaba, envolvem a comunidade do bairro Abadia nas iniciativas de educação ambiental (tratamento de lixo orgânico) e inclusão social com idosos e adolescentes (não iniciados devido a Pandemia) para manutenção da Horta. Até o momento envolvemos 17 parceiros e vizinhos para coleta do lixo orgânico bem como preparação da horta. Desenvolvemos a parceria com o Lar de Idosos e GRAAU com crianças em fase de adoção. A proposta com a Rede é multiplicar essas ações sociais, culturais e ambientais nos demais parceiros, visando a alavancagem do eixo econômico, gerando mais renda e empregabilidade. Além disso, temos o SEBRAE, SENAC e SENAR como parceiros visando capacitação e alavancagem de contra partida financeira.

9) Estratégias de crescimento: Quais são seus planos para fomentar o crescimento de sua iniciativa?

A Rede está em estágio piloto, buscando em 2020 se estruturar a partir dos modelos pesquisados e do desenvolvimento do Estatuto, Regimento interno e Código de Ética junto ao SEBRAE para, no próximo ano, fomentar a filiação de novos associados em outras cidades da região e investir na capacitação e treinamento de mão de obra junto ao SENAC e SENAR sobre melhores práticas de turismo e produtos regionais, e campanhas publicitárias para promover o Triângulo Mineiro como destino turístico. A materialização da REDE se dará por Calendário anual de eventos, e através do associativismo fomentar eventos semanais com corredores de rua, bikers, motociclistas, antigomobilistas, etc, encontros regionais, com o intuito de proporcionar um turismo recheado de experiências

10) Colaboração: como a sua iniciativa colabora com outros atores (governos, universidades, empresas, associações da sociedade civil) para fazer a diferença? Você realiza alguma parceria?

A base do projeto é o modelo COLABORATIVO, através da parceria entre empresários de aparatos turísticos e agências de turismo das regiões da Alta Mogiana e Serra da Canastra, empresas júnior da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, SEBRAE, SENAC, SENAR, Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura, Worldpackers (plataforma digital de turismo colaborativo), ONGs (www.graau.com.br) e , visando no futuro colaborações com órgãos públicos como Conselhos, Secretarias Municipais e Secretarias Estaduais de Turismo. Dentro da lógica da multiplicação de boas práticas iremos fomentar calendário de eventos semanais que materializem as ações através do associativismo com corredores de rua, bikers, motociclistas, etc, fomentando encontros regionais, com o chamariz de proporcionar um turismo recheado de experiências sensoriais.

11) Inspirar novos agentes de transformação: você tem influenciado outras organizações e pessoas a se envolverem no seu projeto e/ou a se preocuparem com o Turismo Sustentável? Se sim, como?

A Rede tem influenciado seus parceiros, empresários do turismo e produtores regionais de queijos, café, cachaça e artesanato, na busca do Turismo Sustentável, implementando iniciativas em seus modelos de negócios e sistemas produtivos. Participam da ação: Aguimar J. Luiz, artesão; Álisson Borges, engenheiro ambiental; Cachaça Batista; Cachaça P.O.; Café Marques da Costa; Curtoo, agencia de publicidade; De Flor em Flor, ONG educação ambiental; Desfrute Hostel & Open House; EJunTO; Esamb - Soluções Ambientais; Grupo de Apoio à Adoção em Uberaba; Instituto Cultural Leopoldina Geovana de Araújo, sede da FLAR (Fest Literário de Arte na Roça); Joaquim Caiado, acupunturista; La Trattoria, Cantina; Lúcia Cruvinel, turismóloga; Maritaca Expeditions, agência de turismo ecológico; ONG Smile Builders; Pousada Castelinho Portaberta; Queijo Serra dos Arachás; Restaurante Gruta dos Palhares; SEBRAE; SENAC; SENAR/Uberaba; Sítio Real Araxá; Turismo Rifaina; Worldpackers

12) a)Quais dos seguintes recursos sua organização obteve até o momento?

  • Suporte de amigos
  • Apoio da família
  • Mentores / conselheiros
  • Participação em programas de incubação e aceleração

12) b) Planejamento Financeiro: como você planeja financiar o seu projeto a curto, médio e longo prazo?

O objetivo de curto prazo é a formalização da REDE através da criação de Estatuto, Regimento interno e CNPJ. Iremos realizar a prospecção e captação de eventos e buscar através deles alavancar Serviços e um % será alocado para a Rede Cada parceiro da Rede deverá realizar uma contribuição mensal que irá fomentar a torre de investimentos As fontes de renda serão 20% serviços; 20% investimentos; 40% editais; 20% contrapartida do SEBRAE, SENAC e SENAR

12) c) Quanto você já investiu no seu projeto para a operação deste ano?

  • Investimento entre R$10.000 e R$50.000

12) d) Qual é o orçamento necessário para o funcionamento do seu projeto durante 1 ano?

  • acima de R$ 50.000

13) Equipe: qual é a atual composição da sua equipe (papéis, qualificação, tempo integral x temporários, etc)? Como essa composição se transformará no futuro do seu projeto?

A Rede está em estágio piloto, temos contado com a colaboração dos donos dos empreendimentos e suas equipes internas, além de voluntários (turistas colaborativos recrutados no portal worldpackers.com) e autônomos como Bióloga, Psicóloga, Terapeuta, Historiador, turismólogos, agência de turismo, de publicidade, todos no formato COLABORATIVO, pois acreditamos na formatação da REDE. O objetivo de curto prazo é a formalização da REDE através da criação de Estatuto, Regimento interno, CNPJ e definição de Diretoria e Conselho. A partir da criação da Rede contrataremos um Gestor Comercial que viabilize um Planejamento de Eventos por semestre e inicie a formatação e prospecção de eventos semanais, gerindo tal Calendário. Nesse sentido contaremos com a Consultoria do SEBRAE, bem como a capacitação dos profissionais necessários com o SENAC e SENAR. Para os eventos podemos subcontratar parceiros especializados em cada tipo de público (bikers, motociclistas, corredores rua, gastronomia, etc)

14) Diversidade na equipe: descreva a diversidade de sua equipe e inclua informações sobre a distribuição de cargos.

Um dos princípios e valores que temos em mente é a inclusão social e o RESPEITO como valor inegociável, não há mais espaço para qualquer tipo de discriminação de raça, cor, gênero, idade, etc. Tal princípio é básico para construção de um ambiente TRANSFORMADOR capaz de proporcionar as experiências sensoriais que pretendemos. Vários empreendimentos que fazem parte da Rede possuem colaboradores considerados “minorias” e que lidam bem com a diversidade e esse princípio os motiva a trabalhar em equipe.

15) a) Diversidade do público de sua iniciativa: o seu projeto tem como foco específico algum dos seguintes grupos?

  • Comunidade rural
  • Outra Comunidade Tradicional
  • Mineiridades do Triângulo - Experiências sensoriais

15) b) Diversidade de público da iniciativa: Dê exemplos reais de como o seu projeto está conseguindo impactar todos os grupos que você indicou na pergunta anterior.

Outras Pousadas e Restaurantes da região associadas a Rede se interessaram pelas ações ambientais (captação de água pluvial, permacultura), sociais (com idosos e crianças) e culturais (parcerias com os produtores rurais)

16) Como você soube desse desafio?

  • Mídia social
  • Lives

Attachments (1)

Mineiridades do Triângulo - Turismo de Experiências (4).pdf

Portfolio executivo do Projeto "Mineiridades do Triângulo" - Turismo de experiências, com todos os detalhes do Projeto, parceiros e respectivas evidências

11 comments

Join the conversation:

Comment
Spam
Photo of Fernando Oliveira
Team

Parabéns pela iniciativa... muito bacana!!! :)
Bons caminhos.

View all comments